Mineração

Anglo American espera obter licenças para expandir no Brasil

Anglo American PLC disse na terça-feira que espera receber licenças há muito aguardadas na sexta-feira, o que abrirá caminho para que a empresa de mineração aumente sua capacidade de produção de minério de ferro em cerca de 56%.

A Anglo American planeja investir R $ 1 bilhão (US $ 308,94 milhões) para expandir sua capacidade de extração de minério de ferro na mina Minas-Rio, em Minas Gerais, para 26,5 milhões de toneladas por ano, de 17 milhões.

As licenças de pré-instalação e instalação são consideradas sexta-feira por um conselho no Semad, regulador ambiental estadual de Minas Gerais, parte de um processo iniciado em 2015.

Se as licenças forem concedidas, a empresa poderá iniciar a construção para ampliar o sistema de mineração, incluindo a atualização de uma barragem de rejeitos e a abertura de um poço.

A empresa ainda precisará de uma licença operacional da agência ambiental estadual para iniciar suas operações.

Em um e-mail para a Reuters, a empresa disse que estava confiante de que receberia aprovação na sexta-feira.

“Acreditamos na robustez do processo, no apoio das comunidades e no endosso de todas as autoridades relevantes”, afirmou a empresa.

A Anglo American comprou o projeto do empresário Eike Batista entre 2007 e 2008 por quase US $ 5,5 bilhões, então o maior investimento em mineração estrangeira no Brasil.

A mina fez sua primeira expedição de minério de ferro em outubro de 2014, após uma série de atrasos. A Anglo American planejava aumentar sua capacidade para 26,5 milhões de toneladas no segundo trimestre de 2016, mas adiou o aumento para 2018, citando questões de licenciamento.

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com