Óleo e Gás

BP desinveste no petróleo e aposta mais no gás natural

A BP vai investir 500 milhões de dólares no desenvolvimento do negócio de energias renováveis e na transição energética para fontes de energia mais limpas, anunciou esta terça-feira em Lisboa Peter Mather, vice presidente da BP para a Europa.

Durante a apresentação do Relatório BP Statistical Review of World Energy, o responsável da petrolífera britânica anunciou ainda que a empresa vai desinvestir no petróleo e apostar mais no gás natural, num rácio que deverá rondar os 40% para o petróleo e os 60% para o gás natural.

“Não vamos desistir do negócio do petróleo mas vamos apostar mais no gás e fazer crescer o nosso portfólio. Esta é a nossa estratégia tendo em conta como vemos a procura a evoluir”, disse Mather.

No downstream, a BP vai apostar em mercados emergentes como o México, a China e a Índia.

Na Europa, o responsável também prediz um crescimento, “mas menos”.

Outra das apostas da empresa passa pelo investimento na transição energética e no crescimento do negócio das renováveis, nomeadamente no biofuel no Brasil, na energia eólica na América Latina e também no solar, onde a empresa já investiu há vários anos, mas perdeu dinheiro, disse Peter Mather. A BP volta agora ao solar com o desenvolvimento de centrais solares.

O vice-presidente para a Europa rejeita no entanto os subsídios governamentais para a apostas em energias renováveis. “Não vamos investir com base em subsídios. As renováveis já são competitivas por si. A BP tem um grande investimento no solar, no eólico e no biofuel”.

O responsável da BP falou ainda da aposta de 250 milhões de dólares no desenvolvimento de novas tecnologias, como o uso de inteligência artificial para a procura de reservas de hidrocarbonetos, entre outras.

Voltar ao Topo