Naval

EAS obtém prioridade de R$ 400 milhões para construção de dois navios graneleiros

O Estaleiro Atlântico Sul (EAS) obteve prioridade no valor de R$ 401,6 milhões para construção de dois graneleiros de 95.000 TPB. A decisão foi tomada na 36ª reunião ordinária do Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante, realizada no último dia 7 de dezembro, em Brasília. Na ocasião, o conselho concedeu à Transpetro prioridade R$ 33,7 milhões, como suplementação, para construção de dois petroleiros Suezmax no EAS, anteriormente priorizada em dezembro de 2015.

A Baru Offshore recebeu aprovação de R$ 1,7 milhão, como suplementação, para seis embarcações de apoio marítimo modelo UT-4000 presentes na carteira do estaleiro ETP, no Rio de Janeiro. A Internacional Travessias Salvador obteve prioridade de R$ 50,22 milhões para construção de dois ferry boats.

Reparo Naval
A Navship e a Brasil Basin Drydock obtiveram mais 120 dias para conseguir apoio financeiro para seus projetos de estaleiros de reparo. A Brasil Basin Drydock pretende construir um estaleiro de reparos em Lucena (PB), anteriormente priorizado em dezembro de 2016, com o valor de R$ 2,15 bilhões. A Navship, do grupo Edison Chouest, possui projeto de um estaleiro de reparos no complexo portuário e industrial do Porto do Açu, em São João da Barra (RJ). O valor de R$ 294,4 milhões havia sido priorizado em agosto de 2017.

Conversão de embarcações
A Wilson Sons Offshore recebeu prioridade de R$ 29,4 milhões para conversão de dois PSVs (Albatroz e Gaivota), com validade de 360 dias. Já Marlin Navegação recebeu prioridade de 120 dias para conversão do PSV Skandi Flamengo para OSRV, anteriromente priorizada em dezembro de 2016, com valor total de R$ 15,1 milhões.

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com