Energia

Empregos de energia renovável ultrapassam 10 milhões pela primeira vez

A indústria de energia renovável criou mais de 500.000 novos empregos em todo o mundo em 2017 – um aumento de 5,3% em relação a 2016, de acordo com os últimos dados divulgados pela Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA).

O número de pessoas empregadas no setor, incluindo a grande hidrelétrica, atualmente está em 10,3 milhões no mundo, superando a cifra de 10 milhões pela primeira vez, de acordo com a quinta edição da revista Renewable Energy and Jobs – Annual Review.

Representando mais de 70% de todos os empregos no setor globalmente – China, Brasil, Estados Unidos, Índia, Alemanha e Japão continuam sendo os maiores empregadores de energia renovável do mundo. O relatório afirma que 60% de todos os empregos de energia renovável estão na Ásia.

A indústria solar fotovoltaica continua a ser o maior empregador de todas as tecnologias de energia renovável, respondendo por cerca de 3,4 milhões de empregos, um aumento de quase 9% em relação a 2016, após um recorde de 94GW instalações em 2017.

Os empregos na indústria eólica encolheram levemente no ano passado, para 1,15 milhão em todo o mundo, segundo o relatório .

(Imagem: IRENA)

Adnan Z. Amin , diretor-geral da IRENA, disse: “A energia renovável tornou-se um pilar do crescimento econômico de baixo carbono para governos em todo o mundo, fato refletido pelo crescente número de empregos criados no setor.

“Os dados também ressaltam um quadro cada vez mais regionalizado, destacando que em países onde existem políticas atraentes, os benefícios econômicos, sociais e ambientais das energias renováveis ​​são mais evidentes.

“Basicamente, esses dados apóiam nossa análise de que a descarbonização do sistema de energia global pode aumentar a economia global e criar até 28 milhões de empregos no setor até 2050”.

Voltar ao Topo