Energia

Geração de energia solar no MS cresce e atrai empresas de outras regiões

Entre os anos de 2016 e 2018, Mato Grosso do Sul registrou interesse expressivo na utilização de energia solar, por meio de placas fotovoltaícas, registrando crescimento de 168%. Além disso no primeiro semestre deste ano foram instaladas 208 unidades em diferentes segmentos do Estado.

O setor residencial domina a participação nas unidades existentes, com 46,7%, enquanto que o comercial tem 36,2%, o segmento rural outros 10,7%, poder público 4,7% e industrial 1,7%. A produção de energia e o crescimento de sua utilização levou a empresa Brave Electro, com matriz localizada em São Paulo e especializada na produção de veículos elétricos, a doar um protótipo multifuncional elétrico no modelo BR Cross, para a administração do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande.

Durante a cerimônia de entrega, os representantes da empresa,  Humberto Silva e Neriberto Pamplona, explicaram as funcionalidades do veículo e acrescentaram na doação, uma garagem com produção de energia solar, por intermédio de placas fotovoltaícas

” O prazo para carregamento completo da bateria produzida a partir da energia solar é de até três horas. O resultado é que o veículo tem uma autonomia de funcionamento em torno de 100 quilômetros até a próxima carga”, observa o idealizador do invento, Humberto Silva, que também é pesquisador na Universidade de São Paulo (USP).

FOMENTO A SUSTENTABILIDADE

Na avaliação do governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), a aquisição será importante para que a população conheça a utilidade do veículo movido a eletricidade, tanto econômica quanto sustentável.

“Além de gerar energia limpa, o excedente poderá ser doado para os prédios vizinhos, o que contribuirá ainda mais para preservação do meio ambiente. Procuramos buscar fontes alternativas de energia sustentáveis, a exemplo das placas instaladas em quatro escolas estaduais”, destaca o chefe do executivo estadual.

Azambuja acrescentou que a empresa responsável pela doação demonstrou interesse em instalar-se no Estado e o processo está em fase de negociação, com previsão de funcionamento no prazo de sete meses.

O titular da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, explica que nos últimos três anos o Governo do Estado atuou fortemente para a ampliação da geração de energia solar por placas fotovoltaicas e acredita que os passos dados até agora são fundamentais para o desenvolvimento regional.

“Avançamos em questões tributárias e burocráticas fundamentais para a expansão do setor. Hoje essa modalidade é realidade e em vários formatos, trazendo muitos benefícios para a população. Agora podemos ampliar ainda mais isso, com a o financiamento de placas fotovoltaicas pelo FCO para pessoa física”, afirma o secretário.

O financiamento da aquisição e instalação de placas fotovoltaicas em residências ou condomínios residenciais por pessoas físicas foi incluído pelo Condel (Conselho Deliberativo de Desenvolvimento do Centro-Oeste) na programação do FCO e estará disponível em cerca de 30 dias, com o ajuste do sistema do Banco do Brasil.

A linha de crédito para financiamento de micro e mini geração de energia elétrica por pessoa física terá limite de R$ 100 mil em recursos com prazo de até seis anos para pagamento, incluindo a carência de até seis meses.

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com