Indústria

Indústria de alumínio do Brasil preocupada com a guerra comercial e contra a queda dos preços

Os produtores brasileiros de alumínio estão preocupados com o fato de que o presidente dos EUA, Donald Trump, está se lançando em uma guerra comercial com a China que vai ricochear no mercado mundial e deprimir os preços se os exportadores chineses tiverem que encontrar outros compradores.

O Brasil não é um grande exportador de produtos de alumínio para os Estados Unidos, mas uma guerra tarifária entre o maior importador do mundo e a China, seu maior exportador, inevitavelmente trará volatilidade para um mercado onde os preços se recuperaram, disse Milton Rego, presidente do Brasil Associação de alumínio.

“O Brasil tem que aguentar. Esta é uma briga entre os elefantes em uma pequena sala e, no primeiro movimento, outra pessoa vai ser jogada fora da janela”, disse Rego por telefone.

A Trump anunciou nesta quinta-feira que impõe tarifas elevadas às importações de aço e alumínio para proteger os produtores norte-americanos, levando em risco a retaliação de importantes parceiros comerciais como China e Europa.

A Rego espera que o custo do alumínio se eleve nos Estados Unidos, onde os prémios sobre os preços da LME já estão subindo, enquanto os preços mundiais cairão quando as chapas, chapas e folhas de alumínio chinesas buscam mercados alternativos.

Essa é uma má notícia para a indústria de alumínio em encolhimento do Brasil, que perdeu metade da sua capacidade nos últimos anos devido ao fechamento de instalações causado por altos custos de eletricidade, disse Rego.

O Brasil é a segunda maior fonte de importações de aço nos Estados Unidos após o Canadá, representando 13% do volume em 2017, e sua indústria siderúrgica arrisca danos significativos das tarifas dos EUA.

O governo brasileiro expressou “enorme preocupação” com as tarifas propostas nos EUA e disse que o Brasil pode tomar medidas “multilaterais ou bilaterais” para proteger seus interesses.

(Reportagem de Anthony Boadle, edição de Bernadette Baum)

Voltar ao Topo