Naval

Concluída mais uma etapa do projeto que fortalece indústria naval brasileira e a defesa nacional

O primeiro submarino Riachuelo S-40, construído no Brasil, deve ser lançado ao mar no fim deste ano. Para que isso ocorra, mais uma etapa do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), tocado pelo governo brasileiro, foi concluída. As três partes que formam o submarino, chamadas tecnicamente de seções, foram levadas para o Complexo Naval de Itaguaí/RJ e integradas (semelhante a montagem de um quebra-cabeças). O projeto está dentro do Agora, é Avançar  que retomou investimentos e obras que estavam paradas por todo o país.

O Prosub foi criado em 2009, com previsão de 20 anos de trabalho. Antes da montagem do primeiro submarino, foram construídas estruturas físicas. O custo total estimado do projeto, que inclui mais 3 submarinos Riachuelo e 1 de propulsão nuclear, é de R$ 35,5 bilhões. Aproximadamente R$ 16,3 bilhões já foram executados. Para 2018 o projeto conta com o orçamento de R$ 1,3 bilhão (100% da União), incluindo emendas parlamentares. Atualmente, o programa gera 4,5 mil empregos diretos e outros 11,2 mil indiretos. No futuro, seguindo cronograma de serviços, esses números passarão para 8 mil e 24 mil, respectivamente.

Entenda o Prosub

O Prosub prevê a construção de infraestrutura industrial e de apoio à operação de submarinos, a construção de quatro submarinos convencionais e o projeto e construção do primeiro submarino com propulsão nuclear brasileiro. Isso fará com que o Brasil tenha o primeiro complexo industrial e de apoio logístico dedicado a meios navais com propulsão nuclear, no hemisfério sul.

O programa é sustentado por três pilares: transferência de tecnologia, exceto na área nuclear; nacionalização de equipamentos; e capacitação de pessoal.

A participação das universidades, dos institutos de pesquisas e da indústria nacional nas atividades do Prosub assegura a disseminação e a multiplicação do conhecimento e estimula o potencial científico, tecnológico e intelectual do País.

O programa fortalece ainda diversos setores da indústria nacional de importância estratégica para o desenvolvimento econômico do país. Priorizando a aquisição de componentes fabricados no Brasil, o Prosub fomenta o desenvolvimento da Base Industrial de Defesa, que engloba os setores de eletrônica, mecânica (fina e pesada), eletromecânica, química e da Indústria Naval Brasileira.

Avançar

O Agora, é Avançar foi lançado no início de novembro, tendo como meta concluir mais de 7.439 obras em todo o Brasil. Ao todo serão investidos cerca de R$ 130 bilhões. No RJ, são 218 projetos (156 Avançar OGU + 60 Avançar Cidades + 2 Avançar Energia), com previsão de investimento de R$ 10,54 bilhões até o fim do ano que vem. Entre as obras estão a duplicação da BR-493/RJ (Manilha – St.ª Guilhermina), a drenagem urbana, canalização e dragagem na Bacia do Rio Bengalas em Nova Friburgo e ampliação de parte da BR-101/RJ.

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com