Offshore

Macaé quer renascer com novos leilões no setor de petróleo

Macaé foi escolhida em 1978 para ser sede da Petrobras na bacia de Campos, uma imensa região petrolífera que agora começa a se esgotar. No início, quando ainda não existia o pagamento de royalties, a agricultura e a pescaria dominavam a economia da cidade que fica a três horas da capital fluminense, na região nordeste do Estado.

Com a aprovação da Lei do Petróleo, em 1997, os royalties passaram a ser relevantes para as cidades produtoras, e Macaé consolidou a imagem de capital nacional do petróleo. Sua população pulou do patamar de 40 mil na década de 1970 para mais de 200 mil habitantes atualmente.

Mas nos últimos sete anos a produção de petróleo da bacia de Campos deixou a marca dos 2 milhões de barris por dia em 2010, auge da sua produção, para cerca de 1,4 milhão de barris diários atualmente. O preço do petróleo caiu pela metade e os leilões de áreas para exploração foram interrompidos.

“Passamos de 163 mil postos de trabalho em 2012 para 125 mil este ano, essa é a grande mazela da crise”, lamenta o prefeito de Macaé, Aluízio dos Santos Júnior (PMDB). Para ele, os investimentos para recuperação de poços maduros da Bacia de Campos e a retomada dos leilões do governo podem trazer esperança para a cidade.

A cada sonda instalada na bacia, mil empregos eram gerados, lembra o presidente da Associação Comercial e Industrial de Macaé, Emerson Esteves, lamentando que agora é o inverso. “Se 20 sondas deixam a bacia, 20 mil perdem o emprego”, avalia o empresário.

Com a volta dos leilões e a expectativa da exploração de campos maduros, a previsão é de que em alguns anos a cidade pode voltar a empregar e a receber royalties mais expressivos. “É fundamental investir na bacia de Campos, por isso é importante que se aumente o fator de recuperação da bacia (hoje em 24%, contra média mundial de 35%) e que a produção volte a aumentar”, conclui o prefeito. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com