Offshore

MODEC investe em outro projeto FPSO no Brasil

Um consórcio de empresas japonesas se reunirá para investir em um projeto de embarcação flutuante de armazenamento e descarregamento de produção (FPSO) no exterior.

O grupo liderado pelo MODEC, que também incluirá a Mitsui & Co, a Mitsui OSK Lines (MOL), a Marubeni Corporation e a Mitsui E & S Holdings, investirá em conjunto no veículo holandês de finalidade especial Libra MV31, criado pela MODEC e premiado com 22. contrato de afretamento de FPSO da Petrobras em dezembro de 2017. Nenhum detalhe financeiro foi divulgado.

O FPSO Guanabara MV31 será implantado no campo de Mero, localizado no bloco de Libra, a aproximadamente 180 km do Rio de Janeiro, na costa sudeste do Brasil, e está programado para iniciar suas operações em 2021.

Leia mais: Empresas japonesas se juntam ao grupo liderado pelo MODEC no projeto FPSO Pertrobas Sepia

O FPSO está programado para ser espalhado ancorado em 2.100m de água e ser capaz de processar 180.000 barris de petróleo por dia e 424m³ de gás por dia. Também terá capacidade de armazenamento de 1,4 milhão de barris.

A MODEC e seus parceiros do consórcio têm comumente co-investido em grandes projetos offshore anteriormente. Este será o quinto projeto no qual as empresas colaboraram para operar os FPSOs no Brasil.

As respectivas participações em investimento são de 20,1% para a MODEC, 32,4% para a Mitsui & Co, 20,6% para a MOL, 17,6% para a Marubeni e 9,3% para a Mitsui E & S Holdings.

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com