Empregos

Niplan e Promon vão contratar 600 homens na obra de montagem de tanques no Porto de Santos

A Niplan e a Promon foram as escolhidas pela holandesa Vopak para realizarem a construção e um terminal de tanques de armazenagem na região portuária de Santos, em São Paulo.  Muito embora, por cláusulas de confidencialidade, não é possível falar sobre o seu valor, possivelmente seja o maior contrato de montagens da atualidade fora da Petrobrás.  A Vopak, é líder mundial independente na armazenagem de produtos líquidos para as indústrias químicas e de petróleo.

Ela opera mais de 174 mil metros cúbicos no Terminal de Alemoa. Neste projeto, a Vopak ampliará a sua capacidade de armazenagem de combustíveis – gasolina, etanol e diesel, mas tanto a Promon quanto a Niplan, apesar de experientes e tradicionais empresas de engenharia de projetos e montagens terão pela frente um imenso desafio logístico para realizar a obra. A quantidade de caminhões de grande porte e o movimento do porto de Santos vai exigir um trabalho extra para chegada e saída de materiais.

As três empresas não só já assinaram o contrato, como já deram início às primeiras atividades de montagem. a A reportagem conversou com o Presidente da Niplan, Nelson Branco Marchetti, e com um dos diretores da Promon Engenharia, Moises Falco:

Nelson Branco Marchetti Niplan Engenharia DivulgacaoNelson – É um orgulho muito grande para nós participar deste empreendimento. Buscamos uma parceria altamente especializada com a Promon Engenharia, um parceiro de longa data da Niplan.

Moises – Este, sem dúvidas, trata-se de um dos mais importantes empreendimentos para a Promon Engenharia nestes últimos anos. O setor de logística mostra-se como um dos mais promissores na retomada da economia e a VOPAK é uma referência global no setor. Estamos todos muito motivados e certos de que os objetivos do cliente com relação ao projeto serão alcançados.

 – Então, não é a primeira vez que as duas empresas trabalham juntas

Moises Falco Promon EngenhariaMoises – Sim, como consorciadas. Mas já estivemos juntas em vários outros projetos. A Promon tem um belo histórico de participação em vários projetos e a Niplan, da mesma forma, em importantes montagens  eletromecânicas. Os profissionais das duas empresas também já atuaram juntos em outros projetos.

– Mas é a primeira vez que trabalham para a empresa holandesa?

Nelson – Como Consórcio, sim. Mas a Niplan há alguns anos fez o Projeto B-4, contratada em regime de EPC para a expansão do Terminal Marítimo de Aratu – Área 1 e Área 3, em Candeias na Bahia, que eram tanques responsáveis por armazenamento para produtos químicos. São tanques especiais que armazenam produtos que exigem controles de temperatura e pressão. Fizemos depois o Projeto de Expansão Alemoa -Fase 1, em Santos, concluindo a obra no ano passado.

– E as obras já começaram?

Moises – Já estamos mobilizados com a engenharia e as atividades de campo para as obras civis.

– Quantos tanques serão ? Temos a informação que são mais de 30.

Nelson – Há um contrato de confidencialidade que não nos permite dar muitos detalhes do projeto. É um cuidado  que a Vopak, o nosso cliente, tem e nós como consórcio nos comprometemos a respeitar.

– As chapas serão importadas ou usarão chapas feitas no Brasil?

Moises – Vamos usar chapas feitas aqui no Brasil. Por serem estocados diversos produtos, as composições do aço precisam atender a essas necessidades.

– Quanto tempo vai durar a obra e quantos empregos serão criados?

Nelson – Sobre prazos, voltamos a questão da confidencialidade do contrato, mas posso dizer que no pico do empreendimento usaremos entre 500 e 600 homens. Dá para ver que não é uma obra pequena. Imagine a logística para tudo isso…terminal

– Usarão empresas terceirizadas?

Moises – Para alguns serviços específicos, sim. Há serviços especializados, como o estaqueamento. Sim, em casos assim. Vamos usar.

– Vocês vão importar alguns equipamentos?

Nelson – A Vopak tem mais de 400 tanques em terminais ao redor do mundo. Tem sua própria técnica e tecnologia, que é padrão em todos esses terminais. Certamente vamos usar equipamentos que a Vopak exige, por exemplo, sistemas de selagem importados para evitar evaporações de produtos e mitigar riscos. (Fonte)

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com