Mineração

Norsk Hydro retoma a refinaria de alumínio do Brasil até meados de 2019 ou antes

A produtora norueguesa de alumínio Norsk Hydro afirmou que o tempo para retomar a produção total da refinaria de alumina Alunorte no Brasil permanece incerto, com a possibilidade de ser alcançado entre outubro e meados do próximo ano.

As autoridades brasileiras ordenaram à Hydro, em fevereiro, que cortasse a produção da Alunorte, a maior refinaria de alumina do mundo. O movimento provocou cortes na planta de alumínio da Albras e uma disputa dos clientes por suprimentos.

A Alunorte, que tem uma capacidade de cerca de 6,3 milhões de toneladas de alumina por ano, está operando a metade de sua capacidade de produção depois que a usina admitiu ter feito emissões não licenciadas de água não tratada durante as chuvas severas em fevereiro.

“O processo para resolver a situação no Brasil é desafiador e demorou mais que o esperado”, disse o diretor-presidente, Svein Richard Brandtzaeg. “O momento para retomar a produção total permanece incerto.”

A Hydro informou que testou diferentes cenários para quando poderia reiniciar a produção total na Alunorte, dizendo que a produção total pode ser retomada no início de outubro de 2018 ou até meados de 2019, no máximo.

Além dos desafios enfrentados pela Hydro, a empresa informou que está sendo afetada por sanções internacionais contra a grande produtora de alumínio russa Rusal, com a qual negocia e, em menor extensão, as tarifas dos EUA sobre as importações de alumínio.

Todos esses fatores alteraram a visão da Hydro sobre o saldo de mercado para este ano, disse.

“Vemos o mercado global de alumínio primário em um déficit mais forte em 2018”, disse a Hydro, acrescentando que no primeiro trimestre “o mercado estava caminhando para um déficit”.

A produção de planos desde o segundo trimestre de 2017 e o crescimento da demanda global de 4% a 5% estão criando um déficit, disse Brandtzaeg, acrescentando que essa foi a primeira vez que ele viu isso desde que se tornou CEO em 2009.

O déficit de alumínio na China foi de cerca de 0,5 milhão de toneladas e cerca de 1 milhão de toneladas no exterior, calculado em uma base de 12 meses, disse ele em entrevista coletiva.

“Isso significa que os estoques globais de alumínio cairão para perto de 11 milhões de toneladas no final do ano”, disse ele.“Isso significa que os estoques globais de alumínio cairão para perto de 11 milhões de toneladas no final do ano”.

O lucro básico antes de juros e impostos (EBIT) caiu para 2,7 bilhões de coroas (US $ 329 milhões) no trimestre, em linha com as projeções dos analistas e abaixo dos 2,9 bilhões de coroas um ano antes.

As ações da Norsk Hydro subiram 2,8 por cento em 1049 GMT, superando um índice de referência de Oslo de 0,4 por cento.

“É um alívio. Os números são 10 por cento melhores na linha de EBIT do que esperávamos”, disse o analista da Carnegie, Morten Normann, que tem uma recomendação da Buy sobre as ações. “Cortes da Alunorte criam muito barulho nas figuras.”

Normann disse que uma forte perspectiva de mercado da Hydro e bom desempenho em suas operações de downstream ajudaram as ações.

($ 1 = 8,2028 coroas norueguesas)

Voltar ao Topo