Editorias

O que são poços artesianos ?

Para explorar águas subterrâneas, é necessária a perfuração de um poço artesiano.

O Brasil é o país no qual está localizado o maior aquífero do mundo. O Aquífero Guarani, localizado na parte brasileira da Amazônia, pode abastecer o planeta inteiro, por 250 anos!

Mesmo com número tão impressionantes, a exploração de águas subterrâneas ainda é muito limitada no Brasil.

A exploração dos aquíferos brasileiros são feitas através de poços artesianos, mas, afinal, o que são poços artesianos?

Entenda, neste artigo, o que são os poços artesianos, quais procedimentos devem ser tomados para a instalação de um e quais os cuidados são necessários.

Poço Artesiano: O Que É

Um poço artesiano é uma estrutura de extração de água semelhante a um poço convencional. Porém, a diferença é que um poço artesiano não necessita de bombeamento artificial, já que a água flui naturalmente do subsolo até a superfície.

O nome “artesiano” deriva da cidade de Artois, na França, conhecida pela pressão dos aquíferos locais, que, quando perfurados, jorram a água com pressão tal que não há necessidade de bombeamento adicional, como era necessário nos poços convencionais em outros locais.

Geralmente, a profundidade de um poço artesiano, é maior do que a de um poço convencional, o que garante o acesso aos aquíferos mais profundos.

Um outro ponto positivo dos poços artesianos é a pureza da água extraída por ele. Por se tratarem de aquíferos bem profundos, a água retirada possui mais minerais e é menos afetada pelas toxinas da superfície que penetram o solo.

A água extraída em um poço artesiano é considerada segura para consumo direto, o que garante água potável ao usuário.

Cuidados e Manutenção de um Poço Artesiano

Um poço artesiano demanda manutenções recorrentes, para evitar o risco de contaminação da água e obstruções físicas, que podem causar perda de pressão da água.

A obra de perfuração de um poço artesiano é um trabalho complexo de engenharia, com cálculos estruturais e de profundidade fundamentais ao correto funcionamento do poço.

Antes da perfuração, é necessário um estudo geológico do local, para avaliar se o aquífero é adequado para extração de água. Este estudo também será fundamental para definir a profundidade necessária de perfuração do poço.

Apesar de não ser necessário bombeamento para extração da água subterrânea, para o bombeamento da água até a rede domiciliar, pode ser necessário bombeamento artificial adicional, já que a pressão natural pode não ser suficiente.

O processo de perfuração moderno demanda em torno de 2 a 3 dias e é realizado por máquinas modernas e por profissionais especializados.

Poço Semi-Artesiano e Mini Poço

A forma mais comum, no entanto, é a de um Poço Semi-Artesiano, que, diferentemente de um poço artesiano puro, depende de bombeamento artificial para extração de água subterrânea.

Um poço Semi-Artesiano pode garantir o abastecimento em períodos de estiagem prolongada, que podem reduzir a vazão e pressão da água subterrânea.

Um Mini Poço é um poço com estrutura semelhante a de um poço artesiano comum, porém, possui profundidade muito menor, captando a água apenas da superfície superior do solo.

Por conta disso, a vazão se restringe a basicamente os períodos de chuva, quando os aquíferos, mesmo nas partes superiores das camadas subterrâneas, estarão cheios.

Vale a Pena Ter um Poço Artesiano?

Segundo a Constituição do Brasil, a “água é um bem de domínio público”, sejam elas subterrâneas ou superficiais. Desta forma, qualquer cidadão tem direito ao acesso e utilização deste bem.

Cabe ao poder púbico local a administração e regulação do uso e extração da água.

A perfuração de poços artesianos geralmente é de responsabilidade do proprietário do terreno. Cabe a ele fazer os estudos geológicos do local da perfuração e procurar uma empresa especializada para realizar os estudos e a perfuração.

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) de cada estado gerencia e autoriza o funcionamento de empresas especializadas em perfuração de poços artesianos. É recomendado, sempre que se for fazer um trabalho desta natureza, procurar empresas registradas e reconhecidas pelo CREA.

Em muitos municípios brasileiros, os poços artesianos abastecem a população local e são administrados, desde o início dos estudos, até a perfuração final, pelas prefeituras.

O custo de perfuração de um poço artesiano geralmente é alto, porém, ao longo prazo, o custo pode ser compensado, já que haverá independência com relação à companhia local de fornecimento de água.

Em épocas de picos de consumo, como no Verão, o abastecimento é garantido, além disso, a qualidade da água é preservada, contra poluições ambientais na superfície.

A qualidade da água e a praticidade de um poço artesiano pode torna-lo um investimento bastante atrativo e vantajoso.

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com