Óleo e Gás

Petrobras investe em completação inteligente

A Petrobras está investindo na aplicação do conceito de completação inteligente em seus projetos de pré-sal. A companhia lançou recentemente uma licitação para contratar serviços de completação para Libra e outros empreendimentos na região combinando a tecnologia com completação inferior em ambiente de poço aberto (com diâmetro de 8 ½”).

Um dos objetivos é reduzir a necessidade de perfuração de poços com trecho em 12 ½” e possibilitar a instalação da completação inteligente com maior confiabilidade, evitando a perda de fluido para a formação.

A concorrência prevê a execução de atividades em 35 poços a partir de 2019. Avaliado em cerca de US$ 50 milhões, o contrato terá duração de dois anos e meio, com possibilidade de renovação pelo mesmo período.
A completação inteligente permite monitorar em tempo real os dados de produção e acompanhar o desempenho de poços por meio de válvulas e sensores alojados na coluna de produção, controlados remotamente desde a plataforma.

A primeira completação em Libra, concluída em novembro do ano passado no poço NW3, contou com sistema de completação inteligente em duas zonas. O poço é parte do TLD de Libra, cujo primeiro óleo foi produzido no domingo (26/11).

Hoje, um dos objetivos buscados pela Petrobras é realizar completação inteligente em mais de três zonas produtoras.

Entre os principais players na área de completação estão a Baker Hughes (BHGE), Halliburton, Superior Energy e Weatherford.

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com