Petróleo

Petroleiros suspendem greve inciada na sexta-feira na Petrobras

Uma grande paralisação está vindo por aí, alerta dirigente da FUP

A Federação Única dos Petroleiros (FUP), que reúne 13 sindicatos de trabalhadores da Petrobras suspendeu a greve iniciada na sexta-feira para uma avaliação do movimento, segundo vídeo publicado pela entidade em redes sociais na madrugada desta segunda-feira.

“Estamos suspendendo o movimento na manhã de segunda-feira, 26/12, para que possamos fazer uma avaliação das nossas estratégias”, afirmou o coordenador-geral da FUP, José Maria Ranquel. Ele disse, no entanto, que “uma grande greve está vindo por aí”.

O movimento de paralisação começou no fim da semana passada, mas sem registro de grande adesão por parte dos trabalhadores.

Em nota divulgada na sexta-feira, 23/12, a Petrobras disse que não havia prejuízo às atividades da companhia.

PROPOSTA REJEITADA

Os sindicatos rejeitaram a proposta de reajuste salarial da empresa, que prevê aumento de 6% nos salários, retroativo a setembro, e 2,87% em fevereiro sem retroativo. Na sexta-feira, a Petrobras publicou, em sua intranet, texto em que comunica que protocolou pedido de conciliação no Tribunal Superior do Trabalho (TST) “diante da dificuldade nas negociações”.

Segundo a empresa, foram realizadas quatro reuniões e apresentadas quatro propostas junto aos sindicatos, “todas com avanços que buscaram atender às demandas apresentadas pelos sindicatos dentro das limitações financeiras da Petrobras”. Como não conseguiu chegar a um acordo e recebeu o indicativo de greve, a empresa optou pelo pedido de conciliação na Justiça. Em seu comunicado, a Petrobras defende que sua proposta de reajuste salarial é justa diante das atuais restrições financeiras da companhia.

 

Fonte: O Globo