Óleo e Gás

Quatro grupos se articulam para pagar US $ 6 bilhões pelo gasoduto da Petrobras

A empresa francesa de energia Engie SA e a empresa de investimentos brasileira Pátria Investimentos Ltda estão entre os 20 grupos interessados ​​em uma participação de controle em uma rede de gasodutos pertencente à Petrobras, dizem fontes em contato com o site O PETRÓLEO.

A Petrobras receberá uma primeira rodada de propostas não obrigatórias para uma participação de 90% na Transportadora Associada de Gás SA, conhecida como TAG, na primeira quinzena do mês de dezembro.

Outros contendores para a TAG, que possui 4.500 quilômetros (2.796 milhas) de gasodutos de gás natural na região nordeste do Brasil, incluem a holding estatal Abu Dhabi, Mubadala Development Co., o Conselho de Investimento do Plano de Pensões do Canadá (CPPIB) e o grupo de private equity EIG Global Energy Partners LLC, acrescentaram as fontes.

O fundo de riqueza soberana de Cindem GIC Pte Ltd., que comprou uma participação minoritária em outra rede de gasodutos da Petrobras no ano passado, também está analisando o investimento, de acordo com as fontes, que pediram anonimato porque não estão autorizados a discutir o assunto publicamente.

Petrobras, EIG, Engie e GIC não comentaram imediatamente o assunto. CPPIB, Mubadala e Pátria se recusaram a comentar.

A venda da TAG é parte de um programa de vendas de ativos com meta de US $ 21 bilhões em 2017-2018, já que a Petrobras busca reduzir sua dívida de US $ 95 bilhões – a maior da indústria global de petróleo.

A venda da TAG deverá ser uma das maiores alienações da Petrobras neste ano. A empresa estatal de petróleo espera um forte interesse dos investidores, já que a economia brasileira emerge lentamente de sua pior recessão em um século.

As ações preferenciais da Petrobras subiram 0,66 por cento para 16,88 reais na terça-feira, ampliando os ganhos deste ano para 13,6%.

As vendas deste ano incluem um IPO de mercado de ações planejado da unidade de distribuição de combustível BR Distribuidora e parcerias com maiores de petróleo em campos petrolíferos. Alguns deles arruinaram penas com sindicatos de trabalhadores do petróleo e foram alvo de injunções judiciais tentando bloqueá-los. A Petrobras conseguiu revogar a maioria das injunções nos tribunais de recursos.

Uma das fontes disse que a Petrobras buscou obter um preço acima dos US $ 5,2 bilhões pagos no ano passado por um grupo liderado pela Brookfield Asset Management para outra empresa de gasodutos Nova Transportadora do Sudeste SA, que possui uma rede natural maior que cobre o sudeste do Brasil.

Embora a TAG tenha uma rede menor e serve uma área responsável por uma menor participação no consumo de gás natural, melhores perspectivas de crescimento econômico e investimentos poderiam justificar um preço mais alto, acrescentaram as fontes.

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com