Energia

Siemens assina contrato de R$ 470 milhões para operar termelétrica no AM

A Guascor e a Dresser-Rand, do grupo Siemens, iniciaram a obra de construção da usina termelétrica que abastecerá Coari (AM). Elas assinaram por R$ 470 milhões um contrato para administrar a unidade por 12 anos.

O acordo prevê o fornecimento de 23,4 megawatts de energia à Eletrobrás Distribuidora Amazonas para suprir a demanda da cidade de 83 mil habitantes.

A usina, que deverá ser inaugurada no fim de 2018, terá capacidade instalada superior a 40 megawatts.

“Serão três turbinas, duas que funcionarão a gás e uma de redundância, movida a diesel”, afirma o diretor-geral da Guascor, Yuri Sanches.

Os equipamentos já começaram a ser produzidos, segundo José Francisco da Rocha, diretor de geração distribuída da Eletrobrás Amazonas. A única turbina a ser produzida no país é a à diesel, que será feita em Jundiaí (SP).

A construção da planta de Coari faz parte do plano da empresa de aposentar as plantas que administra no Estado. “A ideia é sermos apenas distribuidores de energia”, afirma Rocha.

Com a operação da usina nova, a atual será desativada.

RAIO-X

€ 25,76 bilhões

é o faturamento da Siemens no ano passado

€ 5,94 bilhões

foi o lucro em 2016

Voltar ao Topo
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com