Petróleo

75% dos campos de petróleo onshore estão no Nordeste

Existem hoje sob concessão no Brasil 192 blocos exploratórios onshore, 75% se encontram no Nordeste e 24 operadores atuam nessas áreas e a Petrobras é a que detém mais de 20% das concessões. A diferença onshore e offshore entre na exploração e na produção em terra e no alto mar são diversos. Nos blocos exploratórios próximo de 75% são operados por outras empresas, e a Petrobras atua nos campos em produção como operadora, com 100% de composição acionária dessas áreas.

Como grande operadora também no segmento onshore, a Petrobras tem responsabilidade por quase 100% da geração de petróleo e por 94% do gás natural explorados no País.  A produção onshore no Brasil é hoje pouco representativa quando comparamos internacionalmente, e representa aproximadamente 0,2% do total mundial. Regionalmente, o Nordeste se posiciona como o maior detentor de reservas e da produção de petróleo.

A Região Norte apresenta maior posição em relação ao gás natural na proporção das reservas provadas e da produção das regiões do Brasil para o petróleo e o gás natural de origem onshore. A forte desvalorização dos preços internacionais do barril de petróleo impactou diretamente o volume dessas reservas, indicando redução da viabilidade econômica daquelas áreas, e, mesmo assim, muitas empresas estrangeiras buscam negociações, a exemplo da refinaria Premium-1, no Maranhão, que a Petrobras desistiu já depois de o terreno terraplanado, e está em tratativas comerciais recentemente por uma empresa chinesa.

Voltar ao Topo