Notícias

A uma semana do fim do prazo, 36 milhões ainda não sacaram o FGTS imediato

Falta apenas uma semana, para o fim do prazo aos trabalhadores que não realizaram os saques imediatos disponibilizados pelo FGTS. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pode ser sacado pelos trabalhadores até o valor de R$ 998 por conta. O prazo máximo para realizar o saque é até o dia 31 de março. Não há previsão, por enquanto de que esse prazo possa ser prorrogado. As informações são de uma reportagem do portal G1.

Os saques são feitos na Caixa Econômica Federal, tanto nos caixas eletrônicos das agências quanto pelo aplicativo FGTS. O app auxilia a realizar o saque de forma digital, e totalmente gratuita. Por meio do aplicativo, o cidadão pode transferir o valor da sua conta do FGTS para qualquer outra instituição financeira. Sem custos adicionais, o que evita o deslocamento até uma agência da Caixa.

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal ressaltou que se o saque não foi realizado até o prazo, os valores vão retornar para a conta do FGTS. Ao ter o retorno, vai ser contabilizado o ganho da atualização monetária e os juros. Correspondentes ao tempo em que esteve disponível para saques.

Saque do FGTS x saque-aniversário

Lembrando que a realização do saque imediato do FGTS não possui nenhuma relação com o saque-aniversário. Este segundo só começará a ser pago no mês de abril.

Segundo dados apresentados pela Caixa, 60 milhões dos 96 milhões de trabalhadores já realizaram os saques do FGTS. De acordo com o G1, a Caixa pagou R$ 28 bilhões ao saque, de um total de R$ 42,6 bilhões que foram liberados. Cerca de 63% dos trabalhadores realizaram o saque, de acordo com o balanço do banco até a terça-feira, dia 24.

Voltar ao Topo