Energia

Agência de classificação de risco rebaixa nota da construtora Odebrecht

A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou no último dia (22) as notas de crédito da Odebrecht Engenharia e Construcão S.A.(OEC). O rating em moeda estrangeira foi cortado em um nível, passando de B2 para B3, com revisão para um novo rebaixamento.

Segundo a Moody’s, a ação reflete a perpecção de um aumento no risco de crédito da construtora, devido a “incertezas crescentes com a liquidez e a reputação de seus negócios” e ao ambiente desfavorável para investimentos em infraestrutura na América Latina.

“Apesar da forte capacidade na construção civil e sólida trajetória em projetos complexos, o limite competitivo foi severamente desafiado por denúncias de corrupção. A investigação em andamento [da operação Lava Jato] resultou em uma redução da confiança do investidor e disponibilidade de financiamento limitada”, conclui a agência”.

Bloqueio de bens

O plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) determinou o bloqueio de bens de 4 empresas, entre elas da Odebrecht, por superfaturamento de R$ 2,1 bilhões, em valores atualizados, em dois grandes grupos de contratos de obras da refinaria Abreu e Lima, que pertence à Petrobras e está sendo construída em Pernambuco.

O bloqueio de bens tem duração de um ano e visa o ressarcimento, pelos responsáveis, do prejuízo causado à Petrobras, segundo a corte.

 

Fonte: Notícias Do Trecho

Voltar ao Topo