Hidrelétrica

Amazul busca negociar participação em Angra 3

Amazul busca negociar participação em Angra 3

A nova diretoria que recentemente tomou posse na Amazul já tem planos bem definidos para a companhia, que incluem a sua independência financeira, a diversificação de atuação e, claro, o fechamento de novos negócios.

A empresa já observou que estamos restritos à área nuclear e, de certa forma, a sistemas e ao desenvolvimento de sistemas submarinos. Sentimos a necessidade de abrir o leque e diversificar, principalmente em função das capacidades que nós temos”, afirmou. “Hoje, já estamos prospectando novas áreas para participarmos do desenvolvimento de tecnologia em outros setores”, complementou.

Mesmo diversificando, a Amazul mantém os pés bem fincados na área nuclear. Recentemente, a empresa fechou um acordo para participar da extensão da vida útil de Angra 1 e agora está negociando sua presença nas obras de Angra 3, quando estas forem retomadas. Guerreiro detalha ainda como estão as conversas em relação a projetos das Indústrias Nucleares do Brasil (INB) e o andamento do Reator Multipropósito Brasileiro (RMB).

Angra 3

Angra 3 será a terceira usina da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAAA), localizada na praia de Itaorna, em Angra dos Reis (RJ). Quando entrar em operação comercial, a nova unidade com potência de 1.405 megawatts, será capaz de gerar mais de 12 milhões de megawatts-hora por ano, energia suficiente para abastecer as cidades de Brasília e Belo Horizonte durante o mesmo período. Com Angra 3, a energia nuclear passará a gerar o equivalente a 50% do consumo do Estado do Rio de Janeiro.

Angra 3 é irmã gêmea de Angra 2. Ambas contam com tecnologia alemã Siemens/KWU (hoje, Areva ANP). As etapas de construção da Unidade incluem as obras civis, a montagem eletromecânica, o comissionamento de equipamentos e sistemas e os testes operacionais.

Amazul

Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. ou simplesmente Amazul é a uma empresa pública criada pelo governo brasileiro com a atribuição de desenvolver tecnologias ao Programa Nuclear Brasileiro e ao setor nuclear da marinha nacional.

A AMAZUL foi criada por autorização da Lei N° 12.706 de 8 de agosto de 2012, sob forma de sociedade anônima, com personalidade jurídica de direito privado e patrimônio próprio e constitui a 126ª estatal brasileira. O nome da estatal faz referência a extensão marítima brasileira que a própria Marinha do Brasil convencionou denominar Amazônia Azul.

Voltar ao Topo