Blog

As principais funções para trabalhar embarcado em plataforma

Segmento offshore oferece oportunidades em funções operacionais, administrativas e muito mais.

O segmento offshore é aquele cujo as funções envolvem a extração de petróleo e gás em embarcações marítimas e plataformas. Esse setor é muito almejado por trabalhadores de todo o mundo, pois, uma vez que o petróleo é um combustível indispensável para a sociedade contemporânea, mesmo em tempos de crise financeira as empresas offshore permanecem contratando mão de obra para trabalhar em embarcações petroleiras.

Por isso, cada vez mais trabalhadores têm procurado se especializar e se qualificar para a atuação e formação de carreira nas mais diversas áreas disponíveis nas empresas offshore. Mas afinal, quais são as principais funções para se trabalhar embarcado em plataformas de petróleo e gás no Brasil?

A lista de funções que podem ser exercidas nas empresas de extração de petróleo e gás é extensa, porém, as 5 principais funções de trabalho que estão em alta atualmente são:

Técnico de Segurança do Trabalho: uma vez que o trabalho embarcado em plataformas é considerado de grande risco, se comparado com cargos convencionais, e que os profissionais permanecem semanas em alto mar, a função de Técnico em Segurança do Trabalho é fundamental e indispensável nas embarcações. Por isso esses profissionais são muito requisitados e constantemente existem editais de contratação para essa função. Para esse cargo a remuneração média é de iniciais R$4.000,00 podendo chegar ao máximo de até R$8.000,00 mensais.

Soldador: o segmento offshore trabalha com embarcações cujos reparos, aperfeiçoamentos e construção de componentes metálicos necessitam ser feitos 24 horas. Para suprir essa necessidade, a demanda por Soldadores é grande. A função de Soldador no trabalho embarcado em plataformas de petróleo e gás é fundamental, e por isso as empresas contratam cada vez mais profissionais da área. Um Soldador offshore ganha inicialmente cerca de R$3.000,00 e pode chegar a receber até 6.000 reais por mês.

Técnico em Mecânica: também atuando na área de manutenção e construção de componentes das embarcações de petróleo e gás, a função de Técnico em Mecânica é amplamente requisitada no setor offshore, sendo pedido somente o curso técnico por algumas empresas, e por outras especializações na área de mecânica de refrigeração ou de guindastes. Constantemente nos editais de contratação de empresas de embarcação em plataformas a função é requerida com mais de uma vaga disponível. Os salários para esse cargo vão de R$7.000,00 até R$9.000,00 mensalmente.

Engenheiro (em diversas especializações): os profissionais do ramo da engenharia são indispensáveis em todos os campos de atuação da indústria petroleira. As funções mais requeridas para trabalhar offshore, na área da engenharia, são para os cargos de Engenheiro Químico, Engenheiro de Eletricidade, Engenheiro Mecânico, Engenheiro de Petróleo e Gás, Coordenador de Engenharia e Engenheiro Ambiental. Os salários variam muito de uma especialização para outra, porém, a média é de aproximadamente R$8.000, no início de carreira e R$11.000,00 para profissionais mais experientes.

Pintor: Esses profissionais também atuam no campo da manutenção dos componentes das embarcações de plataformas de petróleo e gás. Atualmente, as empresas offshore estão contratando profissionais da área devido à maior demanda dessa função de trabalho nas embarcações. Tais profissionais ganham cerca de R$1.500,00 ao ingressar nas empresas e até R$4.000,00 se solidificarem carreira no ramo.

Vale destacar, que as funções citadas acima são as principais no cenário atual, contudo, como o segmento de embarcações de petróleo e gás está em plena expansão, é grande a tendência de que, ao longo dos meses, surjam maiores funções para se trabalhar embarcado em plataformas. Investir em especialização para ingressar no setor offshore é uma ótima opção.

Voltar ao Topo