Notícias

BNDES projeta perda de até R$ 14,6 bi com Odebrecht, diz jornal

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) poderá perder até R$ 14,6 bilhões com o grupo Odebrecht, segundo reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo” desta segunda-feira.

A estimativa foi revelada ao jornal pelo presidente do banco, Gustavo Montezano, e faz parte do esforço de explicar a suposta “caixa-preta” do BNDES. Segundo o “Estadão”, parte dessa perda potencial ficará com o Tesouro Nacional, que deu garantia em empréstimos para outros países contratarem a empreiteira baiana em obras de infraestrutura.

“Não é uma história bonita. O grupo por si só meteu os pés pelas mãos economicamente também. Certamente é o grupo econômico que mais trouxe prejuízo econômico ao banco na história”, disse Montezano, segundo o jornal, ressaltando que, apesar de diversas investigações internas e externas, não há indícios de envolvimento do BNDES no esquema de corrupção.

O grupo Odebrecht, que pediu recuperação judicial, é o terceiro maior cliente do BNDES nas duas últimas décadas, informa a reportagem. São R$ 51,3 bilhões, em valores corrigidos pela inflação, liberados entre 2003 e 2018, em empréstimos, participações acionárias e em títulos de dívida de 49 empresas controladas pelo conglomerado baiano, segundo dados que serão divulgados pelo banco nesta segunda-feira.

Segundo disse Montezano ao “Estadão”, o banco não deverá perder a totalidade das dívidas na recuperação, mas ele evitou estimar o quanto poderá recuperar. Por precaução, o BNDES “provisionou” o total no balanço financeiro. Isso significa que o banco registra preventivamente a perda, derrubando o lucro líquido.

Voltar ao Topo