Notícias

Bolsonaro quer fim do contrato da Petrobras com McLaren

A Petrobras está procurando uma maneira de sair de um caro acordo de patrocínio com a equipe de Fórmula 1 da McLaren , disse o presidente Jair Bolsonaro em sua conta no Twitter.

“No momento, a empresa, por decisão do meu governo, está procurando uma maneira de rescindir o contrato”, disse Bolsonaro. O contrato de cinco anos assinado pela Petrobras em 2018 vale 782 milhões de reais (US $ 191 milhões), disse ele.

Bolsonaro, que assumiu o cargo em janeiro, prometeu reduzir os gastos do governo e, entre outras coisas, treinou o fogo nos custos de propaganda e publicidade.

No entanto, até mesmo a aparência de controlar a tomada de decisões da Petrobras é contenciosa, como mostrado em abril, quando ele sacudiu osmercados ao impedir o aumento planejado de preços de diesel da empresa.

O presidente-executivo da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse em uma entrevista em abril que a empresa encerraria seu patrocínio à McLaren sem especificar que tentaria rescindir o contrato.

Ele disse na época que as campanhas publicitárias se concentrariam na educação infantil, ciência e tecnologia, além de algumas instituições culturais no Rio de Janeiro, onde a gigante do petróleo está sediada.

Voltar ao Topo