Energia

Brasil aceita 202 MW de projetos eólicos para entrar no esquema de incentivos

O Ministério de Minas e Energia do Brasil aprovou seis projetos de energia eólica com capacidade combinada de 201,8 MW para entrar no Regime Nacional de Incentivo ao Desenvolvimento de Infraestrutura (REIDI).

O custo total dos projetos está estimado em cerca de R $ 1,1 bilhão (US $ 293,2 milhões / EUR 257,8 milhões). Mais detalhes estão disponíveis na tabela abaixo.

Os projetos da Delta no Maranhão devem ser concluídos até 1º de dezembro de 2020. As usinas de Canos e Chafariz, na Paraíba, devem entrar em operação em 31 de dezembro de 2022.

O REIDI, lançado em 2007, concede incentivos fiscais a empresas que investem em projetos de infraestrutura nos setores de transporte, energia, saneamento e irrigação.

Voltar ao Topo