Petróleo

Brasil está há quatro meses sem comunicação de novas descobertas de petróleo

Brasil está há quatro meses sem comunicação de novas descobertas de petróleo
O último indício, no bloco PN-T-49, foi registrado na base de dados da ANP pela Parnaíba Gás Natural (PGN), do grupo Eneva, em 20 de julho deste ano

Em 2018 também reportaram indícios a Equinor, no BM-S-8; a Rosneft, no Solimões; a Petrobras, em Libra e nos campos de Canto do Amaro, Guriatã, Jandaia Sul e Marlim Leste; Imetame (POT-T-569); e TEK (REC-T-153)

Ao todo, foram notificados à ANP 1.748 indícios de hidrocarbonetos desde 1998. Pouco mais da metade dos registros (877) ocorreu no offshore, 607 deles apresentando indícios de petróleo, 136 de gás e petróleo, 110 de gás natural e outros 24 não caracterizados

Em terra foram, ao todo, 867 registros, dos quais 508 de petróleo, 173 de gás e 158 de petróleo e gás, além de 28 não caracterizados

Metade das notificações de indícios de hidrocarbonetos foi registrada nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, totalizando 864 descobertas. No último caso, cerca de 50% em ativos. (Fonte)

Voltar ao Topo