Energia

Brasil estabelece preço de teto solar de US $ 51 / MWh no leilão A-6

Cerca de 29,7 GW em capacidade de projeto fotovoltaico competirão na aquisição em 18 de outubro. Os projetos solares selecionados terão que começar a fornecer energia em 2025 e receberão um contrato de compra de energia por 20 anos.

A reguladora brasileira de energia ANEEL estabeleceu um preço máximo de BRL209 / MWh (US $ 51,21 ou 0,05121 / kWh) para o leilão A-6 previsto para 18 de outubro .

A tecnologia eólica recebeu o preço mais baixo da rodada, em BRL189 / MWh. O máximo mais alto – BRL292 – foi reservado para projetos termoelétricos. O preço máximo da energia hidrelétrica foi ligeiramente inferior ao estabelecido para a térmica, em BRL285 / MWh.

No leilão A-4 – o número refere-se ao número de anos que os desenvolvedores bem-sucedidos têm para comissionar projetos – no final de junho , o preço máximo da energia solar era de BRL276 / MWh. O exercício foi concluído com 211 MW de capacidade alocada de geração fotovoltaica e um menor lance de preço de eletricidade de US $ 17,30 / MWh , que era na época o menor lance de preço de eletricidade já registrado para energia solar em grande escala em um leilão de energia. Esse marco, no entanto, foi questionado por analistas que apontaram a oferta em questão em causa apenas metade da energia gerada pelo projeto, com o saldo vendido sob um contrato de compra e venda de energia (PPA) a um cliente não especificado – provavelmente em um preço mais alto.

Para a próxima aquisição do A-6, a ANEEL reiterou que apenas os projetos hidrelétricos receberão CAE de 30 anos, com outras renováveis ​​com direito a contratos de 20 anos. A agência de energia brasileira, a Empresa de Pesquisa Energética, pré-selecionou 825 projetos solares com uma capacidade total de geração de 29,78 GW para o leilão.

As rodadas A-4 e A-6 deste ano fazem parte de um plano de leilão de energia de três anos, apresentado pelo Ministério de Minas e Energia em março . Esse programa incluía planos para seis leilões de “nova energia”, com o ministério agendando dois por ano: as rodadas de compras A-4 e A-6. Os próximos leilões A-4 serão realizados em 23 de abril do próximo ano e 29 de abril de 2021. O leilão do A-6 após a rodada do próximo mês será em 24 de setembro do próximo ano e 30 de setembro de 2021.

Voltar ao Topo