Energia

Brasil planeja aumentar impostos sobre energia solar

Em linha com os planos do Brasil de adicionar mais energia solar ao seu mix de geração de eletricidade dominado por hidrelétricas, o presidente da nação sul-americana disse na segunda-feira que o Congresso aprovaria um projeto de lei para aumentar os impostos sobre a energia solar.

“Conversei com o [presidente da Câmara dos Deputados] Rodrigo Maia e o [presidente do Senado] David Alcolumbre sobre a tributação solar proposta pela ANEEL [Agência Nacional de Energia Elétrica)”, disse Jair Bolsonaro em um post no Twitter.

“O presidente da Câmara abrirá uma votação urgente para proibir a tributação da energia solar, bem como o presidente do Senado”, acrescentou. “O caso está encerrado. Bom dia a todos!”

A declaração de Bolsonaro veio uma semana depois que a ANEEL disse que a proposta, que também inclui mudanças nas regras para quem gera energia, deve ser implementada no primeiro trimestre de 2020.

O Brasil, o segundo maior produtor de energia hidrelétrica do mundo, depois apenas da China, espera que as energias renováveis ​​não-hídricas cresçam cerca de 3% ao ano e atinjam até 28% do mix de energia doméstica até 2027.

Voltar ao Topo