Offshore

BW Offshore para listar empresa separada de E & P

A operadora norueguesa proprietária de navios flutuantes de armazenamento e descarga de produção (Fpso), a BW Offshore (Bwo), anunciou nesta quinta-feira planos para estabelecer uma companhia separada de exploração e produção.

A BW Energy tem como alvo uma listagem na Bolsa de Valores de Oslo em 2019. Ela terá um portfólio de ativos de produção e desenvolvimento na América do Sul e na África Ocidental.

Os interesses de trabalho em tais projetos incluem: 73,5% na licença de Dussafu Marin no offshore Gabon, 56% na licença Kudu offshore da Namíbia (pertencente a uma subsidiária da Bwo), 100% no campo Maromba offshore no Brasil (pertencente a uma subsidiária da Bwo , sujeito a aprovação regulamentar).

“Com a BW Energy, demonstramos nossa capacidade única de mover o limite para o desenvolvimento comercial de recursos descobertos através do uso de Fpsos existentes, execução rápida de projetos e conceitos de desenvolvimento dimensionados adequadamente”, disse Carl K. Arnet, CEO da Bwo, em um lançamento.

“Nossas atividades de E & P agora têm uma escala em que é natural convidar investidores externos para aumentar a capacidade de execução de projetos e o potencial de crescimento da BW Energy”, acrescentou.

Voltar ao Topo