Notícias

Cade concede aval á Engie para aquisição da TAG

Cade concede aval á Engie para aquisição da TAG

Foi concedido pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) o aval pra a companhia Engie e para o fundo de pensão canadense Caisse de Dépôt et Placement du Québec. Além disso, o processo de comercialização da Transportadora Associada de Gás (TAG) foi finalizado obtendo sucesso em sua conclusão.

A partir de agora, as ganhadoras terão 90% da transportadora e a petrolífera permanece com o restante (10%). Para o Cade, a aquisição facilita uma pluralidade e um ambiente competitivo no mercado de gás natural. De acordo com informações do Diário Oficial do CADE da última quarta-feira (8) a operação de 8,6 bilhões de dólares foi aprovada sem restrições.

A aquisição foi anunciada no início de abril, após um processo competitivo vencido por um consórcio entre a Engie Brasil Energia, braço da Engie no Brasil, sua controladora Engie e o CDPQ. As empresas terão 90 por cento da TAG, enquanto a Petrobras manterá uma fatia de 10 por cento.

“A presente operação representa uma desverticalização pró-competitiva no segmento, dado que o Sistema Petrobras é atualmente o maior operador de gasodutos do Brasil… além de não gerar concentrações econômicas, a operação em análise favorece o ambiente competitivo no setor de gás natural”, afirmou o Cade em seu parecer sobre a operação.

Fora a TAG, a Petrobras ainda tem participação societária de 51 por cento no gasoduto Brasil Bolívia- TBG, além de 25 por cento na Transportadora Sulbrasileira de Gás (TSB) e 10 por cento na Nova Transportadora do Sudeste (NTS), que teve o controle vendido pela petroleira estatal à canadense Brookfield em 2017, apontou o órgão antitruste.

Voltar ao Topo