Petróleo

Capacidade de refino de petróleo crescerá em ritmo recorde este ano

capacidade global de refino de petróleo deverá aumentar em ritmo acelerado este ano, possivelmente impulsionando estoques de produtos como diesel, gasolina e combustível marítimo, informou a Agência Internacional de Energia nesta sexta-feira. 

A capacidade de refino de petróleo aumentará em 2,6 milhões de barris por dia (bpd) e a demanda por produtos refinados em cerca de 1,1 milhão de bpd, informou a IEA em um relatório mensal. 

Ainda não está claro o que isso significa para as margens, que caíram à medida que o preço do petróleo subiu no ano passado, disse a IEA, sediada em Paris, que coordena as políticas de energia dos países industrializados.

“Isso (o crescimento da demanda) utiliza apenas metade da nova capacidade. Se as margens de refino forem suportadas pela acomodação dos preços do petróleo, as taxas de utilização não diminuirão. Isso deve significar que os estoques dos produtos aumentarão”, afirmou.
Um aumento nos estoques de produtos refinados poderia ser “útil”, disse a AIE, antes da implementação no próximo ano de regulamentações pela Organização Marítima Internacional para reduzir o teor de enxofre no combustível de embarque.

As margens continuam sob pressão devido à crescente produção de petróleo, que atingiu uma alta histórica no mês passado, com 84,2 milhões de bpd. As refinarias processarão 83,4 milhões de bpd este ano, em comparação com 82,2 milhões bpd no ano passado, de acordo com a agência. 

“O setor de refino global está enfrentando um desafio de 2019 … Se os preços médios do petróleo continuarem subindo pelo terceiro ano consecutivo, as margens de refino poderão cair para níveis que forçam a desaceleração em algumas regiões de refino”, disse a AIE.

Voltar ao Topo