Energia

Capacidade limpa do Brasil “supera 60GW em 2030”

Foto: Portal Solar

A capacidade de energia renovável no Brasil deverá ultrapassar 60GW até 2030. Essa é a previsão da GlobalData, que espera que a capacidade de energia renovável total do país, excluindo pequenas centrais hidrelétricas, cresça a uma taxa de crescimento anual composta de 6% no período.

A GlobalData Plc é uma empresa de análise de dados e mídia fundada em 1999 e listada na Bolsa de Valores de Londres desde 2000. Anteriormente, ela era chamada de Mídia Digital Progressiva e, antes disso, o Grupo TMN. A PDM foi fundada em 2007 como uma holding de um conjunto de ativos de mídia adquiridos da Wilmington plc ( LSE :  WIL ); expandiu-se ainda mais por uma série de aquisições, comprando Business Review da Datamonitor PLC em julho de 2008,  seguido em novembro de 2008 pela aquisição de todo o capital social da SPG Media Group PLC ( LSE :  SPM ). 

Em 2009, a empresa de serviços de marketing listada TMN, presidida pelo ex-diretor não executivo da Datamonitor, Peter Harkness , foi adquirida através de uma aquisição reversa pela Progressive Digital Media Ltd, e mudou seu nome para Progressive Digital Media Group Ltd. Harkness permaneceu no conselho como um não-executivo e permanece assim hoje. 

Em janeiro de 2016, a PDM comprou o negócio da GlobalData Holding Ltd e mudou seu próprio nome para GlobalData PLC.

Isso fará com que a capacidade total suba de 31GW em 2018 para 60,8GW em 2030, em grande parte devido ao aumento nos leilões de energia renovável e iniciativas governamentais como incentivos fiscais, medição inteligente, metas de energia renovável e políticas favoráveis ​​de acesso à rede.

A empresa observa que os mercados de energia solar fotovoltaica e eólica onshore deverão crescer a uma taxa de crescimento anual composta de 14% e 6%, respectivamente, tornando a energia o segundo maior contribuinte para o mix de energia do país até 2030.

Com 18% da rede, seguirá apenas a geração térmica, que deverá representar 28% da capacidade do Brasil.

Arkapal Sil, analista do setor de energia da GlobalData, disse: “A conexão de mais de 25.000 sistemas de energia, principalmente sistemas solares fotovoltaicos à rede brasileira em meados de 2018 sob o esquema de medição líquida, reforça ainda mais o padrão de crescimento renovável durante o período de previsão.

“Os principais desafios para o setor de energia do Brasil são sua dependência excessiva de energia hidrelétrica barata para a capacidade de carga de base e a falta de uma infraestrutura de rede de energia robusta”.

Voltar ao Topo