Energia renovável

Complexo Fotovoltaico São João do Piauí gera empregos no sul do estado

As obras do Complexo Fotovoltaico São João do Piauí avançam, já contam com mais de 300 trabalhadores e poderão  promover até 500 novos postos de trabalho na região sul do estado.

O governador Wellington Dias recebeu a informação de executivos da Celeo Redes Brasil, empresa responsável pelos investimentos de R$ 747 milhões para construção do parque de energia solar. A partir de agosto 2019, estimam o início da instalação dos painéis fotovoltaicos, o que exigirá mão-de-obra extra.

“Gerar emprego, renda, qualidade de vida com energia limpa, é uma prioridade para o desenvolvimento do Piauí”, pontuou Wellington.

O Complexo São João do Piauí é constituído por seis usinas, representando uma capacidade instalada de 223 megawatts pico. A Celeo Redes tem como controladores o capital de espanhóis e holandeses, os quais buscam contribuir com o progresso econômico e tecnológico, bem-estar social e desenvolvimento sustentável por meio de investimentos em infraestruturas de energia seguras, confiáveis e eficientes.

Os executivos revelaram ao governador que estão avaliando a possibilidade de dobrar os investimentos em energias renováveis no Piauí.

“Desde o início das prospecções do potencial de energia solar para essa localidade, todas as dificuldades que tivemos foram superadas com o apoio do governo e do Município de São João do Piauí. Fomos recebidos com muito entusiasmo e nosso grupo estuda duplicar esses investimentos na região”, afirmou Marcelo Vinicius, diretor de Desenvolvimento de Novos Negócios e Sustentabilidade da Celeo Redes.

Privilegiado com um recurso solar muito atrativo, o Piauí acredita nas energias renováveis como meio de desenvolver economicamente regiões de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). O governador Welligton Dias determinou que a equipe da Secretaria de Estado da Mineração, Petróleo e Energias Renováveis forneça total apoio à empresa Celeo Redes.

“Sabemos que o Piauí se destaca no Brasil pelo potencial de geração de energias renovaveis, principalmente eólica e solar. Queremos que esse investimento chegue ao Piauí e o Estado dê a possibilidade de bem receber essas empresas”, considerou Wilson Brandão, secretário da Mineração.

Voltar ao Topo