Offshore

ConocoPhillips escolhe o TechnipFMC para o desenvolvimento no Mar do Norte

A TechnipFMC recebeu um contrato significativo de Engenharia, Aquisição, Construção e Instalação (iEPCI) da ConocoPhillips para o desenvolvimento de Tor II, localizado no setor norueguês do Mar do Norte a uma profundidade de água de 80 metros.

O valor do contrato é entre US $ 75 milhões e US $ 250 milhões.

A TechnipFMC informou na terça-feira que este contrato cobre a entrega e instalação de um sistema de produção submarina, incluindo a instalação de linhas de fluxo rígidas, umbilicais e equipamentos submarinos associados.

Arnaud Pieton , Presidente Subsea da TechnipFMC, comentou: “Este é o primeiro prêmio iEPCI da ConocoPhillips. Por meio de engajamento e colaboração antecipados, com a ConocoPhillips, projetamos uma solução submarina integrada que permite o primeiro óleo mais cedo do que com uma execução de projeto tradicional.

“Fizemos uma parceria com a ConocoPhillips na área de Ekofisk em vários projetos e estamos honrados que a ConocoPhillips está expandindo seu escopo conosco, adotando nossa abordagem inovadora e abrangente.”

Tor é um campo de petróleo e gás que está localizado a 13 quilômetros a nordeste do Complexo Ekofisk, a uma profundidade de água de 70 metros. O campo foi descoberto em 1970 e iniciou a produção em 1978. A produção foi fechada em 1 de janeiro de 2016, após 37 anos e meio de operação.

O Tor 2/4 E é uma plataforma combinada de alojamento e processo que foi instalada em 1975. O módulo de alojamentos foi substituído em 1982 e tem 92 camas. De acordo com a resolução formal de descarte, a instalação deve ser removida até o final de 2022. Está prevista uma remodelação do campo.

O campo está localizado principalmente no bloco 2/4 na licença de produção 018, mas uma pequena parte se estende ao bloco 2/5 no PL 006. O reservatório está localizado a uma profundidade de cerca de 3200 metros. A ConocoPhillips é a operadora com uma participação acionária de 30,66%.

Vale lembrar que a ConocoPhillips assinou recentemente um contrato para vender duas subsidiárias da ConocoPhillips no Reino Unido para a Chrysaor por US $ 2,675 bilhões, mais juros e ajustes habituais.

Voltar ao Topo