Obras e Paradas

Construção do terminal de combustíveis da Codesa vai contratar mais de 700 trabalhadores

O Governo Federal anunciou que vai publicar na próxima semana o edital de licitação para a construção do Terminal de Granéis Líquidos da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), em Capuaba, Vila Velha. A fase seguinte será o leilão da obra na Bolsa de Valores de São Paulo em 2019. Serão investidos R$ 120 milhões na construção, pela empresa ganhadora da concorrência pública.

O Terminal vai movimentar produtos como diesel, gasolina, álcool e biodiesel, que serão drenados de navios do novo Cais de Atalaia  que está em construção, seguindo por dutos até a armazenagem estática (tancagem) com capacidade para 60.000 m³. Sua conclusão e início das operações estão previstas para 2020.

O terminal para o armazenamento de combustíveis ocupará área de 75.000 m², e entrou como prioridade no Programa de Parcerias e Investimentos do GF. A expectativa é que sejam gerados 450 empregos diretos e indiretos durante a implantação, e 300 diretos e indiretos no início das operações.

O TGL vai atender ao mercado de combustíveis regional. Atualmente, a grande maioria das descargas de navios com combustíveis vem ocorrendo através de porto privado, portanto, fora da gestão da Codesa. “É mais um importante passo para dar fim às constantes crises de abastecimento de combustíveis no estado. Uma vitória”, destacou o presidente da Codesa, Luis Claudio Montenegro. “O mercado de combustíveis pedia há anos uma obra desse porte, e estamos tirando do papel o projeto para concretizá-lo”, enfatizou Walter Arruda, diretor do Porto de Vitória.

Voltar ao Topo