Petróleo

Contrato de 249 milhões de reais entre a Saipem e Petrobras é investigado

As autoridades brasileiras estão investigando as negociações do provedor italiano de serviços petrolíferos Saipem com a Petrobras sobre possíveis irregularidades.

A Saipem informou na semana passada que suas subsidiárias francesas e brasileiras foram informadas pela autoridade administrativa brasileira (Corregedoria-Geral da União) sobre a abertura dos procedimentos administrativos por um contrato que a Saipem ganhou com a Petrobras em 2011.

O contrato, avaliado em “cerca de 249 milhões de reais, atualmente equivalentes a 56 milhões de euros”, foi para a instalação do gasoduto submarino que liga os campos de Lula e Cernambi, na Bacia de Santos.

A Saipem disse que suas subsidiárias cooperariam no processo administrativo, fornecendo todos os esclarecimentos solicitados pela autoridade administrativa competente. A empresa disse que tinha “confiança na exatidão do prêmio” dos contratos Lula e Cernambi e disse acreditar “na ausência de circunstâncias para afirmar a responsabilidade administrativa das empresas”.

De acordo com o anúncio do contrato de 2011 , o negócio incluiu o desenvolvimento do gasoduto de exportação de gás Lula NE – Cernambi, na região do Pré-sal da Bacia de Santos, a aproximadamente 270 quilômetros da costa do Estado de São Paulo.

O desenvolvimento englobou a engenharia, aquisição, fabricação e instalação de um gasoduto de exportação de 18 polegadas de diâmetro e 19 quilômetros de comprimento, e equipamentos submarinos relacionados, que serão colocados em uma profundidade máxima de água de 2.200 metros.

Voltar ao Topo