Plataformas

Desmantelamento de 21 plataformas de petróleo na Bacia de Campos

O desmantelamento de 21 antigas plataformas de petróleo na Bacia de Campos, estado do Rio de Janeiro, custará cerca de 50 bilhões de reais (US $ 12 bilhões) nos próximos cinco anos, disse uma autoridade do Estado.

Todas as 21 sondas antigas que serão desativadas são operadas pela petrolífera estatal Petroleo Brasileiro SA, informou o secretário de desenvolvimento Lucas Tristão à Reuters. Ele espera que o trabalho de descomissionamento gere 50.000 empregos no estado.

O descomissionamento nos campos maduros da Bacia de Campos está ocorrendo simultaneamente com a entrada em operação de novas sondas na Bacia de Santos, onde está localizada a maior parte do petróleo do pré-sal brasileiro. Algumas plataformas de petróleo têm mais de 70 anos, de acordo com o regulador de petróleo ANP. Cerca de 41% dos campos marítimos estão operando há mais de 25 anos.

No início deste mês, o gerente de descomissionamento da Petrobras, Eduardo Zacaron, disse que a empresa começaria por 10 plataformas até 2020, incluindo seis FPSOs na Bacia de Campos.

Voltar ao Topo