Energia

EDF e Canadian arrecadam US $ 337 milhões para o complexo solar operacional de 399 MW de Pirapora 

A EDF Renewables e sua parceira, a Canadian Solar, arrecadaram US $ 337 milhões para o complexo solar operacional de 399 MW de Pirapora no Brasil, a partir de múltiplas fontes. 

As empresas garantiram US $ 59 milhões em debêntures de infraestrutura de investidores institucionais para a instalação de 191,5 MW de Pirapora 1. As debêntures são garantidas pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento e pelo BID Invest, o braço do setor privado do banco.

Financiamento de projetos totalizando US $ 99 milhões também foi fechado para a usina de Pirapora 2 de 115MW do Banco do Nordeste e do Fundo Constitucional do Nordeste.

O projeto Pirapora 3, de 92,5 MW, também garantiu US $ 73 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Fundo Nacional para o Clima.

Em agosto, o BNDES concordou com o financiamento da Pirapora 1, de US $ 142 milhões.

O executivo-chefe da EDF Renewables no Brasil, Paulo Abranches, disse: “Esses financiamentos demonstram o enorme interesse das principais instituições financeiras no desenvolvimento de infraestrutura de energia solar em larga escala no Brasil.

“A alta qualidade dos projetos e a solidez dos patrocinadores foram determinantes para estruturar esse importante financiamento”.

Todos os projetos estão em operação desde meados de 2018, com a EDF detendo 80% e a canadense Solar 20%.

Eles são alimentados por aproximadamente 1.235.000 módulos CS6U-P fabricados pela Canadian Solar localmente no estado de São Paulo.

A eletricidade gerada pelos projetos é vendida sob contratos de compra de energia de 20 anos indexados à inflação.(Fonte).

Voltar ao Topo