Empregos

Eldorado Brasil Celulose terá usina a partir de biomassa em MS

A Eldorado Brasil Celulose, do grupo J&F, investirá R$ 300 milhões em usina térmica a partir de biomassa. A empresa também contratará um empréstimo de R$ 357,980 milhões com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Na última sexta-feira, 29, a empresa habilitou em leilão A-5 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) o projeto Usina Termoelétrica (UTE) Onça Pintada, que vai gerar energia a partir da biomassa de cavacos de madeira.

A potência instalada é de 50 MW e a UTE estará localizada em Aparecida do Toboado (MS). O investimento será de aproximadamente R$ 300 milhões e o fornecimento ao sistema elétrico nacional ocorrerá a partir de janeiro de 2021, conforme determinado no leilão da Aneel. O preço da energia foi estabelecido em R$ 243,2/MWh, em um contrato com uma valor total de R$ 2,5 bilhões e prazo de 25 anos. O projeto agora segue para homologação na Aneel.

O contrato de financiamento com o BNDES foi aprovado pelo conselho de administração em reunião realizada no dia 28 de abril, conforme documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Segundo a ata, a J&F Investimentos será a anuente e fiadora e o valor total será dividido em quatro subcréditos, com o objetivo de executar e concluir os projetos florestal e social ora financiados. O valor constitui segunda hipoteca ao imóvel da Eldorado, localizado em Três Lagoas (MS).

Voltar ao Topo