Energia

Enel Green Power concluiu a expansão do parque eólico brasileiro

A Enel Green Power concluiu a expansão do parque eólico Delfina de quase 210 MW no Brasil, quatro anos antes do previsto. A empresa trouxe mais 29,4MW online, elevando a capacidade total para 209,4MW. A Enel disse que a expansão envolveu um investimento de US $ 40 milhões, com as obras iniciadas em outubro do ano passado. A Delfina está localizada no município de Campo Formoso, no estado brasileiro da Bahia.

A expansão resultará em mais 160 gigawatts-hora por ano de eletricidade, disse Enel. O diretor-gerente da Enel Green Power para a América do Sul, Antonio Scala, disse: “Graças à expansão de nosso maior parque eólico operacional no Brasil, bem antes do previsto, estamos reafirmando o compromisso de reforçar nossa presença no mercado de alto potencial do Brasil. Atualmente, é a maior operadora em termos de capacidade instalada e portfólio de projetos. ”

A construção da expansão de Delfina envolveu um investimento superior a 40 milhões de dólares. A expansão de 29,4 MW deverá gerar mais de 160 GWh por ano, evitando a emissão anual de cerca de 92 mil toneladas de CO2 na atmosfera. De 2019 a 2022, a energia gerada pela expansão será vendida no mercado livre. A partir de 2023, a expansão será apoiada por contratos de fornecimento de energia de 20 anos, que preveem a venda de volumes específicos de energia gerada pela usina para um pool de empresas de distribuição que operam no mercado regulado brasileiro.

O início das operações desta extensão eleva a capacidade total instalada do parque eólico Delfina para 209,4 MW, capaz de gerar mais de 960 GWh por ano. A parte já operacional de 180 MW do parque eólico Delfina, que entrou em operação em 2017, é capaz de gerar mais de 800 GWh por ano e é atualmente o maior parque eólico da Enel no Brasil em termos de capacidade instalada e produção anual de energia.

O parque eólico totalmente operacional gerará 960GWh de energia a cada ano.

 

Voltar ao Topo