Economia

Energia elétrica no Brasil tem consumo reduzido no mês de Janeiro

O consumo de energia elétrica do Brasil recuou 4,3% em janeiro na comparação com mesmo mês do ano passado, somando 64,96 gigawatts (GW) médios no período, com alguns setores industriais registrando diminuições expressivas, disse nesta quinta-feira a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

No ambiente regulado, em que os consumidores são atendidos por distribuidoras, o índice apresentou retração de 5,7%, enquanto no mercado livre, no qual empresas negociam diretamente com geradoras e comercializadoras, a queda foi de 0,5%.

Energia

Consumo de Energia Elétrica no Brasil diminui em relação ao ano passado.

Na divisão por segmentos industriais, o setor de extração de minerais metálicos foi o que apresentou maior queda no consumo, com recuo de 22,3%, seguido por madeira, papel e celulose (-6,3%) e químicos (-5,5%), disse a CCEE.

Programa irá levar energia solar para áreas remotas da Amazônia

A geração de eletricidade em janeiro, enquanto isso, recuou 3,9% no ano a ano, registrando cerca de 68,41 GW médios, acrescentou a entidade, pontuando fortes aumentos nas gerações a gás natural (+104,7%) e carvão mineral (+306,3%) no período, com maior acionamento do parque termelétrico.

Sobre a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica

A Câmara de Comercialização atua como operadora do mercado brasileiro de energia elétrica, voltada à viabilização de um ambiente de negociação competitivo, sustentável e seguro. A CCEE promove discussões e propõe soluções para o desenvolvimento do setor elétrico nacional, fazendo a interlocução entre os agentes e as instâncias de formulação de políticas e regulação. O foco de atuação da instituição é a evolução do segmento de comercialização, pautado pela neutralidade, liquidez e simetria de informações.

Voltar ao Topo