Petróleo

Entenda melhor sobre o funcionamento de um navio petroleiro

Trabalhar no segmento offshore é ter muitas oportunidades em carreiras diferenciadas e com características bem particulares. Existem diversas embarcações cada uma com sua finalidade e isso pode gerar algumas dúvidas em quem busca mais conhecimentos nessa área.

Hoje nós vamos mostrar alguns detalhes sobre os navios de tanque, ou navio petroleiro. Essa embarcação responde pelo transporte de cerca de 2 terços de todo o petróleo que é comercializado no mundo.

É comum, principalmente para quem está iniciando no mercado marítimo ter dúvidas referente aos tipos de embarcações, suas funcionalidades, em qual área seu perfil profissional pode encaixar melhor etc.

Pensando nesta questão o site O Petróleo, desenvolveu esse artigo que pode inicialmente interessar tanta para quem está buscando a primeira oportunidade no segmento, como para quem tem curiosidade sobre o assunto.

A ideia é trazer informação de qualidade para te ajudar a conquistar uma vaga e construir uma carreira de sucesso e sólida, no mercado de trabalho embarcado.

Então vamos aprender um pouco mais sobre os navios de tanque?

Composto por uma tripulação com uma média de 25 pessoas, os petroleiros são tecnologicamente bem avançados. Todos os comandos de controle são feitos por meio de computadores que acabam deixando o trabalho mais ágil de moderno.

Mesmo com toda essa infraestrutura que facilita o cotidiano dos trabalhadores embarcados é preciso que profissionais estejam devidamente qualificados para controlar esse tipo de navio e evitar situações de risco.

Antes de tudo a tripulação deve pensar em trabalhar com eficiência qualidade e principalmente segurança.

Mas voltando ao nosso assunto…

Os navios de tanque tem capacidade para carregar em média 330 milhões de litros de petróleo, por conta disso o espaço para os tripulantes é em uma torre que fica na parte traseira do navio. O local abriga ainda os dormitórios, restaurante, bares, ou outra área que a empresa queira oferecer aos embarcados.

Um detalhe diferente neste tipo de embarcação esta no convéns; Ele é totalmente forrado por canos interligados que fazem o trabalho de distribuição de óleo de forma igualitária, para os diferentes tanques e isso garante que o navio esteja equilibrado.

Ao realizar o carregamento de óleo ou outro tipo de petróleo, o produto será conduzido por esses canos de uma maneira bastante natural seguindo a força da gravidade. Para descarregar o petróleo, é usado um sistema de bombeamento que possui alta pressão.

Despois que ele for descarregado a equipe de limpeza realiza a higienização. Para limpá-los é utilizado jatos de água que tiram todos óleo das laterais, deixando-o pronto para o próximo trabalho. No período posterior ao da lavagem os navios de tanque navegam vazios, com a parte de trás e um dos lados mais fundos para que toda água usada na limpeza escorra com sujeira e seja armazenada e descartada em ambiente seguro para evitar a poluição das águas.

As características técnicas

Os petroleiros têm uma hélice de cinco pás que medem até 10 metros de diâmetro. Elas são movidas pelo motor de 50 mil cavalos. Para se der ideia do que isso significa vamos comparar ao motor de um carro. O que identificamos é que o motor de um navio de tanque poder ser até 800

vezes mais potente aos de um veículo, podendo desenvolver uma velocidade máxima em torno de 30 km por hora.

Neste ritmo uma viagem entre os Estados Unidos e o Oriente médio duraria cerca de 2 meses. Portanto se você quer iniciar sua vida de trabalhador offshore em embarcações desse tipo, saiba que ficará em águas por no mínimo 60 dias.

O consumo de combustível do petroleiro é de 35 toneladas de diesel, por dia, mas não é qualquer diesel não este combustível é especialmente feito para abastecer as embarcações. Parte deste combustível serve para gerar energia e calor ao sistema que manterá o petróleo aquecido durante a carga e também no processo de descarga.

Esse tipo de embarcação também é mais larga e navega com menor profundidade. Essa característica permite colocar muito mais volume sem perder a estabilidade. Eles estão sempre cheios mesmo que não tenham petróleo ficam carregados de água e assim mantém o equilíbrio

Outra característica presente nos petroleiros é o casco duplo, uma forma de evitar vazamento e crime ambiental. No interior há entre 8 e 12 tanques grandes separados por placas. Isso evita ondas dentro do navio que podem ser bastante perigosas, podendo até mesmo virar a embarcação.

Como funciona a carga e descarga do petróleo

Os navios petroleiros têm duas tomadas de carga, isto é, pontos de conexão entre os reservatórios da terra e os do navio. Para carregar o petróleo, que está com temperatura mais baixa mas a medida em que ele vai passando pelos canos e entrando no reservatório ele é aquecido pelas serpentinas, desta forma diminui a viscosidade e permite um descarregamento mais rápido.

Em geral descarregar um navio de tanque demora em torno de um a três dias. O tempo varia de acordo com tipo de petróleo que será descarregado.

Basicamente essas são as principais características e funcionalidade de um navio de tanque. Se você deseja trabalhar em um deles não deixe de acompanhar as dicas que publicamos diariamente aqui no site.

Voltar ao Topo