Offshore

Equinor concede à Saipem contrato de serviço para drones submarinos

A Equinor da Noruega concedeu à Saipem da Itália um contrato de serviço submarino que implica o uso de um drone de intervenção subaquático sem fio e um ROV no campo de Njord, localizado na costa da Noruega.

O contrato fará da Equinor o primeiro usuário de tecnologia que deve ser concluído em 2020, disse a Equinor na quarta-feira.

“Este é um contrato histórico na indústria de petróleo e gás. É o primeiro contrato assinado para o uso de serviços avançados de drones sem fio. Temos o prazer de garantir um contrato que trará um grande avanço à tecnologia submarina. A Equinor visa ajudar a moldar o desenvolvimento desse tipo de tecnologia, que esse contato ressalta ”, disse Anders Opedal , vice-presidente executivo de Tecnologia, Projetos e Perfuração.

Os serviços da filial da Saipem Limited Norway serão empregados quando o campo de Njord retomar a produção em 2020. Com duração de dez anos, o contrato possui cinco opções de dois anos para extensão adicional. O valor da parte fixa do contato é estimado em cerca de 40 milhões de euros (43,6 milhões de dólares). O contato estabelece requisitos para presença permanente na Noruega e no pessoal de língua norueguesa.

A nova tecnologia emprega um drone de intervenção subaquático (Hydrone-R) e uma classe de trabalho totalmente elétrica ROV (Hydrone-W). O drone pode ser autônomo abaixo do Njord por meses entre a manutenção programada, enquanto o Hydrone-W será conectado à plataforma como um ROV tradicional. Ambos são elétricos e podem ser operados sem uma embarcação de superfície.

O uso dessa tecnologia, portanto, contribuirá para uma redução significativa de carbono, de acordo com a Equinor. Além disso, o tempo de resposta será reduzido. Além disso, as operações não dependerão das condições climáticas.

“É muito emocionante ser pioneiro nesse tipo de tecnologia no exterior. Permitindo que o pessoal planeje e execute operações em terra, em vez de ser transportado para o exterior, essa tecnologia inovadora também reduzirá custos “, disse Olav A. Godø , gerente de operações da Njord.

A estação de ancoragem proprietária da Equinor para transmissão de dados e carregamento de indução submarina será instalada abaixo do Njord e usada pelo drone subaquático.

Em comunicado separado na quarta-feira, a Saipem disse que o acordo com a Equinor é o primeiro contrato mundial de serviços para drones submarinos assinado no setor offshore de petróleo e gás, tornando assim a tecnologia baseada em Hydrone um pioneiro incomparável.

As operações do Hydrone-R começarão a partir do 1T 2020, imediatamente após a conclusão dos testes de resistência atualmente em andamento, enquanto o Hydrone-W será entregue em 2021.

Francesco Racheli , COO da Divisão de E&C Offshore da Saipem, disse: “Hoje estamos fazendo a história da robótica submarina: nosso visionário programa Hydrone, lançado em 2015, provou corresponder perfeitamente aos requisitos desafiadores da Equinor. A cooperação com um dos principais players do mercado de energia, fornecendo nossa tecnologia de primeira linha nos próximos anos, é um marco muito significativo para nós. ”

Voltar ao Topo