Offshore

Equinor liberada para poços noruegueses

O Equinor da Noruega recebeu o consentimento da Autoridade de Segurança do Petróleo (PSA) para usar a plataforma de perfuração Deepsea Atlantic em três poços no Mar de Barents e outro consentimento em perfurar uma pista no Mar do Norte.

O PSA disse na quarta-feira que a Equinor havia recebido consentimento para usar a sonda Deepsea Atlantic na perfuração e conclusão de três poços no campo de Askeladd na licença de produção 064 no mar de Barents.

As atividades do poço estão programadas para começar em meados de outubro de 2019 e devem durar cerca de 204 dias, de acordo com a autoridade de segurança.

Além disso, a Equinor obteve o consentimento para perfurar um desvio no poço de exploração 35 / 11-23 no Mar do Norte. O poço 35 / 11-23 pertence à licença de produção 090, da qual a Equinor é a operadora. O poço recebeu o nome de prospectivo de “Echino Sør”. A profundidade da água no local é de 352 metros.

Este poço também será perfurado usando a sonda Deepsea Atlantic, que pertence e é operada pela Odfjell Drilling.

Vale lembrar que a Equinor obteve consentimento para a perfuração de exploração no bloco 35/11 no Mar do Norte em setembro. No entanto, na época, a companhia de petróleo não recebeu o consentimento do desvio.

O Deepsea Atlantic é uma plataforma de perfuração semi-submersível do tipo MODU GVA 7500. O Deepsea Atlantic foi concluído em 2009. Está registrado na Noruega e classificado pela DNV GL. Ele recebeu um reconhecimento de conformidade (AoC) do PSA em julho de 2009.

Voltar ao Topo