Offshore

Equinor pede navios-tanque para o campo de petróleo de Roncador, no Brasil

A produção de petróleo bruto da recém-adquirida participação de 25% no campo petrolífero de Roncador, no Brasil, será levantada e transportada por navios aliviadores. A Equinor entrou agora em contratos de afretamento de tempo para dois navios-tanque de transporte novos com o armador Knutsen NYK Offshore Tankers AS (Knutsen). Os petroleiros serão construídos na Hyundai Heavy Industries na Coréia do Sul. Com a aquisição da participação no campo de Roncador, o terceiro maior produtor do Brasil, a produção de equities da Equinor no Brasil está aumentando para cerca de 100.000 boe por dia, um aumento de cerca de 60.000 boe por dia. Com os novos navios aliviadores, foi obtida uma solução confiável e robusta para a evacuação do campo de produção de petróleo do campo. O crude será transferido para petroleiros convencionais e comercializado para clientes em todo o mundo.

O Sr. Kjetil Johnsen, chefe da Shipping in Equinor, disse que “já garantimos a solução de longo prazo para o levantamento do petróleo bruto de Roncador”. Com estes navios modernos e eficientes, vamos evacuar o petróleo bruto de forma segura, sustentável e rentável. Estamos muito satisfeitos em firmar este contrato com a Knutsen, com vasta experiência em operações de navios-tanques no Brasil. As embarcações são projetadas para operações em águas brasileiras e são otimizadas para o padrão comercial pretendido. As embarcações entrarão em operação em 2020 e atendem a todos os requisitos de carregamento offshore no Brasil. Além da nova capacidade de embarque para a produção de Roncador, a Equinor possui sete navios-tanque convencionais em contratos de longo prazo em operação para o campo de Peregrino.

Veronica Rezende Coelho, chefe de Licenciamento e Desenvolvimento de Área na área de negócios Desenvolvimento e Produção Brazi, disse que “Esta aquisição da participação no campo de Roncador é um elemento chave na construção do Brasil como uma área central para a Equinorl. Com estes novos navios-tanque, estamos garantindo a criação de valor ao longo de toda a cadeia de valor, da produção ao mercado ”. (Fonte)

Voltar ao Topo