Biocombustíveis

Etanol hidratado se desvaloriza e açúcar remunera 39% a mais

Com a estabilidade do preço do açúcar cristal no mercado spot paulista neste início de moagem e com as frequentes desvalorizações dos etanóis hidratado e anidro, a relação entre esses produtos ficou ainda mais vantajosa para o alimento. De acordo com cálculos do Cepea, entre 6 e 10 de maio, o açúcar remunerou 39% a mais do que o etanol hidratado, contra 34% na semana anterior (de 29 de abril a 3 de maio).

No caso do etanol anidro, o alimento teve vantagem de 23% na última semana, acima dos 20% do período anterior. Na parcial de maio (até o dia 13), o Indicador Cepea/Esalq açúcar cristal acumula alta de 2,16% no estado de São Paulo, enquanto os Indicadores Cepea/Esalq do hidratado e do anidro acumulam quedas de 13,2% e de 5,27%.

Segundo colaboradores do Cepea, a desvalorização do etanol está atrelada à maior oferta do biocombustível por parte de algumas usinas, devido à necessidade de “fazer caixa”, mesmo com outras unidades se mantendo firmes quanto aos preços pedidos – esses vendedores, inclusive, se afastaram do mercado, alegando que as cotações estão em um patamar pouco atrativo. A demanda, por sua vez, seguiu firme.

Voltar ao Topo