Petróleo

Produção de petróleo do Brasil, EUA e Canadá quase dobra na última década

De 2008 a 2018, a quantidade de petróleo produzido pelos EUA, Canadá e Brasil quase dobrou. Atualmente, esses três países produzem cerca de um quarto do petróleo mundial, de acordo com a publicação anual Statistical Review of World Energy 2019, da BP.

Somente os EUA neste período mais do que dobraram sua produção de petróleo e efetivamente capturaram uma fatia adicional de 8 pontos percentuais da produção mundial de petróleo. Os dados anuais de produção de petróleo por país mostram os EUA com uma participação mundial de 16,2% da produção global no ano passado. Em 2008, os EUA ficaram em terceiro lugar no mundo, com 8,2% de participação. Os dois primeiros há uma década atrás, Arábia Saudita e Rússia, agora alcançam 13% e 12,1% da produção total de 2018, respectivamente.

Outros países com os maiores ganhos de produção na última década, após os EUA, são o Iraque, o Canadá, o Brasil e os Emirados Árabes Unidos. O Canadá ficou em sétimo lugar no mundo em 2008, com uma participação mundial de 3,9%, mas subiu para a quarta posição global, com uma participação de 5,5% no ano passado. O Iraque subiu seis posições para o sexto lugar no mundo. O Cazaquistão e o Qatar também subiram seis posições para o 13º e 14º lugar entre os produtores mundiais. A República do Congo subiu sete pontos, mas representa uma parcela relativamente pequena de 0,35% da produção mundial de petróleo.

Os países em crise foram os maiores países declinantes na última década, a saber, Síria, Venezuela, Sudão e Iêmen. A Síria caiu 16 posições, a Venezuela 11 e o Sudão e o Iêmen, cada um, diminuíram 10 posições no ranking global de produção. A Venezuela, o maior produtor entre os quatro, está agora em 17º lugar no mundo, com uma participação de 1,6%.

A produção de petróleo de países nas regiões do Golfo Pérsico e Mar da Arábia subiu de uma participação global de 31,2% em 2008 para 33,3% em 2018.
Voltar ao Topo