Offshore

Exclusivo: Chevron fecha acordo com a Schlumberger para perfurar 06 poços no Brasil

A Chevron Corp chegou a um acordo preliminar com a empresa de serviços de petróleo Schlumberger NV para perfurar seis poços na Bacia de Campos,  disseram duas fontes nesta semana, em uma tentativa de aumentar sua produção no país sul-americano. Em 2011, o derramamento de óleo reduziu a produção.

Seis poços seriam perfurados no campo de Frade na bacia brasileira de Campo, e os trabalhos deveriam começar no início de 2019, disseram fontes. A perfuração do contrato, no valor de cerca de US $ 20 milhões, seria distribuída em 18 a 24 meses, disse uma das pessoas familiarizadas com o assunto.

Uma das fontes falou na quinta-feira e outra nesta sexta-feira. Ambos recusaram-se a ser nomeados, uma vez que o acordo não era público ou final.

O preço proposto não inclui a conclusão do poço ou os fluidos de perfuração necessários para o projeto, disseram as fontes. O acordo, que aguarda aprovação pelo conselho da Chevron, abrange perfuração, brocas, cimentação e coleta de dados, disseram.

++ SEJA NOSSO ASSINANTE E RECEBA VAGAS QUE NINGUÉM VIU

A porta-voz da Chevron, Isabel Ordonez, recusou-se a comentar. O porta-voz da Schlumberger, Joao Felix, também se recusou a comentar.

Se aprovado, o projeto marcaria uma tão antecipada expansão da exploração da Chevron na maior região de produção de petróleo da América Latina, onde sua produção caiu para 12.500 barris por dia (bpd) de 36.400 bpd antes do acidente de 2011.

O derrame, que liberou 2,400 barris para o oceano a cerca de 107 quilômetros da costa do estado do Rio de Janeiro, não atingiu a costa e foi menor que vários derramamentos anteriores no Brasil pela petroleira estatal Brasileira SA.

Mas, após o derrame do Golfo do México da BP Plc de 4,9 milhões de barris, o acidente atraiu atenção generalizada e levou os promotores a acusações criminais contra a empresa e 11 funcionários, bem como buscar US $ 10,7 bilhões em danos por meio de um processo civil .

De acordo com um pedido de 2013, a Chevron resolveu os encargos civis ao prometer gastar US $ 43 milhões em programas sociais e ambientais. As acusações criminais foram demitidas em 2015, mas os procuradores tentaram restabelecer o caso apelando a decisão, disse Chevron.

A Chevron não participou em outubro de leilões de blocos na escolha pré-sal offshore do Brasil, mesmo quando os rivais Royal Dutch Shell, BP e Exxon Mobil Corp apresentaram grande proposta.

A Petrobras possui 30% de Frade. A Chevron possui 52% e é responsável pelo gerenciamento de campo. O resto é propriedade da Frade Japão, uma unidade do Inpex do Japão

Participe do nosso grupo de Trabalho Pesado, no Facebook. Curta a nossa página de Oportunidades e Dicas e fique sempre na frente, ao receber as informações e vagas em primeira mão.

Voltar ao Topo