Biocombustíveis

Exportações brasileiras de etanol para a Califórnia sobem com altos preços do carbono

As exportações brasileiras de etanol para a Califórnia foram impulsionadas recentemente pelos altos preços dos créditos de carbono no mercado californiano, que levaram a prêmios ao etanol à base de cana, disse a consultoria brasileira Datagro.

O analista-chefe da Datagro, Plinio Nastari, disse que o etanol brasileiro recebe um prêmio de preço para entrar no mercado da Califórnia devido à sua menor pegada de carbono em comparação com o etanol à base de milho, o que permitiu um aumento no volume de exportações nos últimos dois meses.

Nastari estima que o Brasil tenha enviado 650 milhões de litros (171,7 milhões de galões) de etanol para a Califórnia de janeiro a setembro, o dobro do volume observado no mesmo período do ano anterior.

Esse comércio ajudou a impulsionar as exportações brasileiras em geral neste ano, que são de 1,45 bilhão de litros, 24% a mais que no ano passado.

“Quando você adiciona o prêmio pelo preço do etanol avançado (RIN), o etanol brasileiro chega atualmente à Califórnia cerca de 7% mais barato que o etanol americano, por isso é competitivo”, afirmou.

Os preços mais altos dos créditos de carbono da Califórnia tendem a levar a prêmios mais altos pelos biocombustíveis avançados, com menor pegada de carbono, disse o analista.

Nastari disse que os prêmios pelo etanol brasileiro à base de cana chegam a US $ 200 por milhão de litros atualmente.

“Isso manteve a janela de exportação para a Califórnia aberta por algum tempo, é por isso que estamos vendo navios com etanol brasileiro indo para os EUA”, disse ele durante uma apresentação na conferência de açúcar da Datagro em São Paulo.

Voltar ao Topo