Embarcação

Exxon Mobil vence três blocos de exploração offshore

A norte-americana Exxon Mobil anunciou nesta terça-feira que sua unidade e uma afiliada da Qatar Petroleum haviam conquistado três blocos exploratórios ao largo da Argentina.

Os três blocos adicionarão cerca de 2,6 milhões de acres líquidos às atuais participações da Exxon na Argentina, disse a empresa. Os blocos estão localizados na bacia das Malvinas, a cerca de 320 km da costa do Tierra del Fuego.

As posses existentes na Argentina da Exxon incluem 315.000 acres líquidos distribuídos por sete blocos na bacia de Neuquén terrestre do campo petrolífero não convencional de Vaca Muerta e um centro de apoio empresarial em Buenos Aires.

A ExxonMobil terá uma participação de 70%, enquanto a afiliada da Qatar Petroleum manterá o restante.

O governo argentino divulgou um comunicado na terça-feira dizendo que recebeu ofertas para a exploração de três bacias offshore de petróleo e gás de 13 empresas, num total de US $ 995 milhões. Esperava-se que o secretariado de energia do país confirmasse quais empresas recebiam as áreas que seriam no próximo mês.

A Qatar Petroleum assinou um acordo com a Exxon Mobil em junho para comprar uma participação de 30 por cento em duas das afiliadas da Exxon na Argentina, dando à estatal do Catar acesso a ativos de petróleo e gás de xisto no país latino-americano.

A Exxon tem investido pesadamente em suas operações de xisto nos EUA e na Guiana. Seu desenvolvimento na Argentina tem sido lento devido a várias razões, incluindo o afastamento geográfico do país das operações de xisto dos EUA, bem como os controles do governo sobre os preços do gás natural.

A companhia de petróleo dos EUA também investiu nos prolíficos campos petrolíferos offshore do Brasil ao longo de 2018, conquistando inúmeros blocos em parceria com outras empresas. A Exxon e a Qatar Petroleum International desembarcaram a área brasileira de Tita, trancando imóveis importantes na premiada bacia de Santos.

As duas empresas também se associaram em três dos blocos de exploração offshore da Exxon nas bacias de Angoche e Zambeze, em Moçambique.

Voltar ao Topo