Notícias

Exxon vai carregar o primeiro petróleo da Guiana neste fim de semana

A primeira carga de petróleo bruto para exportação da Guiana está programada para começar a ser carregada neste fim de semana, para que o petróleo possa ser processado no sistema de refino da Exxon Mobil, informou a empresa na sexta-feira.

Até agora, a Exxon fez 15 descobertas de reservas de petróleo na Guiana, transformando um empreendimento de risco em um dos megaprojetos de petróleo mais promissores do mundo. A empresa tem direito às duas primeiras cargas a serem exportadas do campo de Liza, que compartilha com a americana Hess Corp e a chinesa CNOOC.

O consórcio liderado pela Exxon descobriu mais de 6 bilhões de barris de recursos recuperáveis ​​de petróleo e gás na costa da Guiana, que poderiam produzir 750.000 barris por dia.

Essas descobertas estão transformando a Guiana, um país empobrecido, sem histórico de produção de petróleo que faz fronteira com os produtores de longa data Venezuela e Brasil, em uma propriedade quente para investimento em petróleo.

O navio-tanque Yannis P, sinalizado pelas Ilhas Marshall, chegou na sexta-feira nas águas da Guiana. A empresa planeja transportar até 1 milhão de barris de petróleo bruto de Liza da Guiana, que chegariam ao Reino Unido no final de janeiro, de acordo com os dados de rastreamento de navios da Refinitiv Eikon.

Os embarques após as duas cargas da Exxon serão feitos em fevereiro pelo governo de Hess e da Guiana. O governo já concedeu suas três primeiras cargas de petróleo de Liza à Royal Dutch Shell por meio de um concurso de mercado aberto.

A primeira produção de petróleo da Guiana começou em dezembro, antes do previsto.

(Reportagem de Neil Marks e Jennifer Hiller; redação de Marianna Parraga)

Voltar ao Topo